Publicidade

Estado de Minas

Passagens de ônibus intermunicipais ficam mais caras a partir do dia 1º

Reajuste de 3% foi publicado nesta sexta-feira pela Secretaria de Transporte e Obras Públicas (Setop) nesta sexta-feira


postado em 29/12/2017 18:20 / atualizado em 29/12/2017 19:11

(foto: Ramon Lisboa/E.M/D.A Press)
(foto: Ramon Lisboa/E.M/D.A Press)
As tarifas de transporte em Minas Gerais ficarão mais caras a partir do dia 1º de janeiro. Nesta sexta-feira, a Secretaria de Transporte e Obras Públicas (Setop), informou que haverá reajuste de aproximadamente 3% nas passagens do sistema de transporte coletivo metropolitano de Belo Horizonte, assim como nas tarifas de viagens intermunicipais rodoviárias. As mudanças, que serão publicadas no Minas Gerais deste sábado, 30, passarão a valer no primeiro dia de 2018.

Usuários do Sistema Move metropolitano terão que desembolsar R$ 5,00 nas passagens, R$ 0,15 a mais do que a atual. Segundo a Setop, cerca de sete milhões de passageiros/mês utilizam o sistema, que atende os terminais de Morro Alto (Vespasiano), São Benedito (Santa Luzia), Justinópolis (Ribeirão das Neves), Vilarinho (Venda Nova), São Gabriel (Nordeste), Bernardo Monteiro (Centro-Sul) e o Terminal Provisório Aarão Reis (Centro). Mensalmente, o número de passagens vendidas no sistema metropolitano é de 17,485 milhões.

Dez linhas que atendem Igarapé e São Joaquim de Bicas, também na Grande BH, continuarão cobrando o valor atual: R$10,10 a cada viagem.

De acordo com a pasta, o preço do óleo diesel impactou menos no reajuste anunciado. A secretaria informou que um decreto feito pelo governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT) e publicado nesta quinta-feira, reduziu de 15% a 4% o ICMS sobre o óleo para o transporte de passageiros.

A secretaria também ressaltou que o valor das passagens é reajustado anualmente, de acordo com o artigo 5º dos contratos de concessão assinados em 2008. Neste ano, as variáveis de maior impacto para o reajuste foram custos com frota e mão-de-obra.


INTERMUNICIPAL RODOVIÁRIO Outras tarifas que serão reajustadas a partir de segunda-feira são as de transporte coletivo intermunicipal de passageiros. De acordo com a Setop, mesmo com o aumento de 3% no valor cobrado, o reajuste está 6,6% menor que a tarifa em vigor no mês de janeiro deste ano. "Isso porque o governo de Minas Gerais havia autorizado, em julho deste ano, a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) referente a prestação de serviço de transporte rodoviário de passageiros, vinculando-a à redução do valor das tarefas", diz o texto publicado pela pasta.

O contrato de concessão para a prestação do serviço de transporte intermunicipal de passageiros pretende corrigir a defasagem de valores das tarifas do ano. É considerada a variação de combustíveis, peças, manutenção, depreciação da frota, tributos, mão de obra entre outros. Confira exemplos dos novos valores:

Belo Horizonte – Ipatinga
Atual: R$ 65,40
Nova: R$ 67,35

Belo Horizonte/Sete Lagoas Via BR-040 (Convencional)
Atual: R$ 22,45
Nova: R$ 23,10

Belo Horizonte – Montes Claros (Convencional)
Atual: R$ 126,30
Nova: R$ 130,50

Belo Horizonte – Montes Claros (Leito)
Atual: R$ 236,15
Nova: R$ 243,30

Belo Horizonte – Uberlândia
Atual: R$ 161,95
Nova: R$ 166,85

Belo Horizonte – Governador Valadares
Atual: R$ 94,57
Nova: R$ 97,45

Uberlândia – Juiz de Fora
Atual: R$ 249,40
Nova: R$ 257,00

*Sob supervisão da subeditora Jociane Morais

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade