Publicidade

Estado de Minas

Ação para evitar acidentes no Anel Rodoviário encontra irregularidades em veículos de carga

Foram autuados 33 motoristas e uma pessoa foi presa com documento falso


postado em 19/12/2017 16:39 / atualizado em 19/12/2017 16:53

Veículos foram abordados no Bairro Olhos D'água, na Região Oeste de BH(foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)
Veículos foram abordados no Bairro Olhos D'água, na Região Oeste de BH (foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)

Veículos de cargas foram novamente alvo de uma operação de pente-fino no Anel Rodoviário de Belo Horizonte. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e a concessionária Via 040, que administra a rodovia, fizeram uma ação nesta terça-feira e autuou 33 motoristas. Foram constatadas diversas irregularidades durante a fiscalização, realizada no Bairro Olhos D'água, Região Oeste. A medida faz parte do plano da Prefeitura para diminuir os acidentes graves na via.

De acordo com a PMRv, foram 36 veículos fiscalizados, sendo que 33 foram autuados. Um veículo foi removido devido a documentação falsa apresentada pelo motorista, que também foi detido. Além disso, três caminhões ficaram retidos por causa do estado de conservação. Alguns deles apresentavam desgastes nos pneus.


Nas ações, foram verificadas as condições de freios, motor e toda a parte mecânica, e se os veículos estão em acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Mecânicos especializados foram disponibilizados pela Via 040 para fazer as inspeções.

Veículos com pneus 'carecas' foram removidos(foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)
Veículos com pneus 'carecas' foram removidos (foto: Polícia Militar Rodoviária (PMRv) / Divulgação)
Essa não foi a primeira vez que irregularidades foram encontradas em veículos de carga que trafegam pela Anel Rodoviário neste pente-fino. Em 11 de dezembro, a abordagem aconteceu na altura do Bairro Olhos D’água, na Região Oeste, com foco no trecho de descida que só termina no Bairro Betânia e onde normalmente se concentram as maiores tragédias. Foram encontradas irregularidades em vários veículos. Destaque para um caminhão que estava com um dos pneus estourados.

As medidas estão dentro do plano de um grupo criado pela Prefeitura de Belo Horizonte com o intuito de diminuir os graves acidentes na rodovia. Outra ação que está prevista no projeto é a restrição da circulação dos veículos de cargas. A implantação da retenção dos caminhões e carretas depende de audiência pública, que tem duração de 90 dias. E o início dela é condicionado a um rito legal. Nela, serão colhidas informações que permitirão definir o perfil dos veículos que sofrerão o impedimento de circular e o horário. A previsão é que a medida, que vai compreender o Bairro Olhos D’água (Região do Barreiro) até a Avenida Amazonas (Região Oeste), está prevista para o primeiro trimestre do próximo ano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade