Publicidade

Estado de Minas

Minascentro passa por reforma e grupo protesta em BH

O espaço está temporariamente fechado para passar por obras de modernização. Alguns eventos foram transferidos de lugares e outros vão acontecer no local


postado em 14/09/2017 20:04 / atualizado em 14/09/2017 21:50

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 06/12/2008 )
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 06/12/2008 )

Produtores de eventos de Belo Horizonte fizeram uma manifestação na noite desta quinta-feira para pedir explicações sobre o fechamento do Minascentro, no Bairro Barro Preto, na Região Centro-Sul da cidade. Eles alegam que a agenda deste ano no espaço foi cancelada e que não receberam informações sobre os motivos da situação. O governo de Minas informou que obras de modernização são realizadas no local. A programação que não pôde ser realocada para o Expominas ou outros espaços, poderá ser realizada no empreendimento.

Com faixas, cartazes e com um carro de som, dezenas de pessoas se concentraram em frente ao Minascentro para protestar contra o fechamento do espaço. “É um espaço que abriga cerca de 250 eventos por ano e fica ao lado do Mercado Central. O fechamento causa um prejuízo para BH, desde desemprego, até queda na arrecadação com o turismo de negócio. É um equipamento que faz falta”, afirmou o vereador Léo Burguês (PSL), que participou do ato.

Segundo ele, os eventos marcados para o espaço neste ano foram cancelados. “Ligamos e não tem agenda mais este ano. Queremos saber o motivo. Se é para obras, qual tipo de reforço será feito e em qual prazo? A insatisfação é que também o setor produtivo não foi consultado sobre o caso”, completou o parlamentar.

Por meio de nota, o governo de Minas, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), confirmou o fechamento do Minascentro para obras de modernização. “Informamos que os eventos agendados até dezembro de 2017 que não puderem ser realocados para o Expominas Belo Horizonte ou outros locais, sem nenhum custo adicional para os organizadores, poderão ser realizados no Minascentro. Pontuamos que a reforma é estruturante, motivo pelo qual há impossibilidade de se efetuá-la concomitantemente à realização de eventos”, disse no documento.

Segundo a Codemig, serão realizadas intervenções no sistema hidráulico, de energia e de ar-condicionado, bem como no telhado, a partir de Janeiro/2018. O objetivo "é dar segurança e conforto aos visitantes".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade