Publicidade

Estado de Minas

BH completa 90 dias sem chuva e estiagem deve seguir até outubro

Cidades do interior de Minas Gerais estão em estado de alerta pelos baixos índices de umidade relativa do ar


postado em 11/09/2017 09:10 / atualizado em 11/09/2017 09:23

(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Belo Horizonte completa nesta segunda-feira 90 dias sem chuva e a estiagem deve seguir até o mês de outubro, de acordo com o Centro de Climatologia PucMinas/TempoClima. O clima também permanece seco nesta semana, com umidade relativa do ar variando entre 20% e 30%. 

Nesta manhã, os termômetros marcaram 14 graus na capital mineira. No período da tarde, a previsão é de temperatura em 28 graus, com umidade relativa do ar marcando 25%. Não há previsão de chuva para a Região Metropolitana de Belo Horizonte, que deverá ter um período de precipitações somente em outubro.

Ainda conforme o instituto, no interior do estado a tendência também é de céu ensolarado e clima seco no Noroeste, Norte, Central e Triângulo Mineiro. Nestas regiões, a umidade do ar pode ficar abaixo de 20%. 

À tarde, em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, os termômetros marcam 35 graus. No início da manhã, a menor temperatura registrada em Minas Gerais foi no município de Caldas, no Sul do estado, onde os termômetros marcaram 7 graus. Há previsão de chuva fraca e isolada apenas na Região da Zona da Mata e no Leste de Minas. 

No decorrer da semana, o céu permanecerá ensolarado e com termômetros em elevação no período da tarde e baixos índices de umidade relativa do ar.

Cuidados

Com a permanência do clima seco, o período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. 

Outras orientações de especialistas são usar roupas leves, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras, além de usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente. A hidratação deve ser reforçada para as crianças, com a ingestão de bastante líquido. 

Os idosos também exigem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios. Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo muitos líquidos e lavando o nariz com soro fisiológico, além de hidratar a pele.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade