Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros monitoram obra da CSN na Barragem Casa de Pedra, em Congonhas

Estrutura na Região Central de Minas passa por obras de drenagem e terraplanagem. Vistoria dos militares foi para apurar suspeita de deslizamento de terra informado pela comunidade a jusante da barragem, mas risco de acidente foi descartado


postado em 26/08/2017 11:52 / atualizado em 26/08/2017 14:04

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Bombeiros estiveram nessa sexta-feira, 25, em obra da CSN Mineração, em Congonhas, para apurar suspeita de um deslizamento de terra na Barragem Casa de Pedra, informado ao órgão pela população que vive a jusante da estrutura. O pedido foi feito pela comunidade diante da preocupação com algum tipo de risco relacionado à barragem, que passa por obras. O Núcleo de Emergências Ambientais da Secretaria de Estado de Minas Gerais (Semad) também monitora a situação e solicitou à CSN informações sobre as condições da barragem. As obras no local são de drenagem, para controle de águas, e de terraplenagem, para recomposição e proteção do terreno contra processos erosivos.

Após a vistoria da equipe dos bombeiros foi constatado que a obra é regular e, a princípio, a situação é normal. “Estamos acompanhando por prudência. Mas, inicialmente, não há motivo de preocupação. A documentação da obra foi verificada, há engenheiro acompanhando e não há risco. Enviamos uma equipe por precaução e também para tranquilizar a população”, afirmou o major Anderson Passos de Souza, comandante do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres do Corpo de Bombeiros.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a CSN Mineração informou que está realizando uma obra de recomposição topográfica restrita à área da encosta (terreno natural), no dique de sela. “Destacamos que não há evidência de risco. A obra não impacta nas condições de segurança e operação da barragem Casa de Pedra, visto que não haverá interferência na estrutura do dique de sela. Reforçamos ainda que essa obra não ocasiona riscos para a população”, diz o documento.

A CSN informou ainda que possui um programa de visitas à barragem Casa de Pedra e os interessados podem se inscrever no Centro de Referência da CSN Mineração, no Bairro Residencial, em Congonhas. “Quanto à segurança da barragem, sempre é bom lembrar que somos auditados e fiscalizados pelas autoridades e órgãos competentes”, sustentou a empresa.

 

Leia, na íntegra, a nota enviada pela CSN à Semad:


"Atendendo solicitação para que a CSN Mineração apresente informação sobre as obras na Barragem Casa de Pedra, objeto de reclamações junto a este Núcleo de Emergência, informamos que em atendimento à recomendação da empresa projetista, DAM Projetos de Engenharia, responsável pelo projeto da barragem, a CSN Mineração está executando o projeto de recomposição topográfica das ombreiras do Dique de Sela, com a execução de obras de drenagem para controle de águas e obras de terraplenagem para recomposição e proteção do terreno contra processos erosivos.


Tais obras se restringem à área da encosta, em terreno natural, e não causam qualquer impacto nas condições normais de segurança e operação da Barragem Casa de Pedra, visto que não haverá interferência no maciço do dique de sela.


Em atendimento ao que prevê a legislação, a CSN Mineração comunicou a execução da obra aos órgãos que de alguma forma tenham responsabilidade legal de fiscalizar o empreendimento, tais como DNPM, FEAM e SUPRAM CM, assim como comunicou a Prefeitura do Município de Congonhas, com o objetivo de assegurar que a obra seja executada com total transparência.

Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários, sejam por meio de apresentação de informações complementares ou agendamento de reuniões.”  

  


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade