Publicidade

Estado de Minas

Mais 14 radares passam a multar motoristas infratores nas estradas mineiras

Equipamentos já funcionam em caráter educativo e ficam nas regiões Central, Zona da Mata, Alto Paranaíba, Centro-Oeste, Jequitinhonha e Noroeste do estado


postado em 24/08/2017 17:23 / atualizado em 24/08/2017 22:54

Até o final do ano, a previsão é que 393 radares estejam em funcionamento nas estradas mineiras(foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A.Press)
Até o final do ano, a previsão é que 393 radares estejam em funcionamento nas estradas mineiras (foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A.Press)

Motoristas devem ficar atentos com a velocidade excessiva nas estradas mineiras, onde mais 14 radares entram em operação na próxima terça-feira. Os equipamentos já funcionam em caráter educativo. Eles estão nas regiões Central, Zona da Mata, Alto Paranaíba, Centro-Oeste, Jequitinhonha e Noroeste. Com eles, já são 381 equipamentos que fiscalizam abusos nas rodovias de Minas Gerais.

Na Região do Alto Paranaíba foram instalados três aparelhos. Um deles está na AMG-1410, no km 1,5, na cidade de Carmo do Paranaíba. Outro foi colocado na MG-235, quilômetro 77,2, em São Gotardo. O último está na MG-223, próximo ao km 57,1, em Estrela do Sul.

Na Região Centro-Oeste, também serão três redutores de velocidade. Em Lagoa da Prata, no km 27,9 da MG-170. Em Bom Despacho, no km 122,8 da MG-164. O terceiro equipamento está na MG-176, no km 78,9, em Luz.

Outra região de Minas Gerais que terá radares é a do Vale do Jequitinhonha. Dois deles estão em Joaíma, na MG-105 nos kms 69,8 e 77,7. Em Almenara também são dois equipamentos, nos kms 51 e 56,1. Já em Pedra Azul, o aparelho vai fiscalizar o km 167,3 da MGC-251.

Também foi instalado um radar na MG-129, no km 133,7, em Ouro Preto, na Região Central. Na Zona da Mata, o aparelho vai ficar próximo à cidade de Cataguases, no km 754,9 da BR-120. Na Região Noroeste, a fiscalização vai acontecer em Presidente Olegário, no km 25,2 da MG-410.

O retorno dos radares às rodovias mineiras começou em outubro de 2016. Os equipamentos estavam desligados desde novembro de 2014, devido ao fim de um contrato, que foi refeito. Os 240 radares que estavam parados voltaram a funcionar gradativamente e outros foram instalados. Atualmente são 381 aparelhos nas rodovias. A previsão é de que até o fim do ano o total chegue a 393.

 

(RG) 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade