Publicidade

Estado de Minas

Homem é morto a facadas perto do Viaduto Santa Tereza, em BH

Crime ocorreu na Rua dos Tamoios, no início da tarde. Um homem e uma mulher foram detidos. Terceiro envolvido fugiu


postado em 19/08/2017 21:40 / atualizado em 19/08/2017 21:42

Duas pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no assassinato de um homem na tarde deste sábado na Rua dos Tamoios, perto do Viaduto Santa Tereza, no Centro de Belo Horizonte. A vítima, identificada apenas pelo apelido “Baiano”, foi morta com nove facadas.

O crime ocorreu por volta das 13h20. A morte foi confirmada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele não portava documentos. A perícia da Polícia Civil constatou que Baiano levou quatro facada nas costas, duas no pescoço e três no tórax.

O assassinato foi flagrado pelas câmeras do Olho Vivo, que levaram a polícia até os suspeitos, que estavam na Praça da Estação. Foram detidos pelos militares do Grupo Especializado em Policiamento em Área de Risco (Gepar)  e da Cavalaria um homem de 28 anos e uma mulher de 24. Outras duas testemunhas que estavam com eles, de 19 e 20 anos, foram conduzidas à delegacia.

Inicialmente eles disseram não ter participado do homicídio e que não sabiam do ocorrido. Conforme a PM, no entanto, já na delegacia, a mulher confirmou e disse que Baiano a teria molestado em outra ocasião. Ainda de acordo com a PM, as filmagens mostram um terceiro criminoso, que não foi localizado e nem identificado pelos detidos. Mas, policiais que trabalham na região disseram que o irmão da mulher é visto constantemente no local do crime e tem características semelhantes às do que fugiu.

O delegado de plantão na Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan) pediu cópias das filmagens das câmeras do Olho Vivo. Policiais fizeram buscas, mas não localizarm as facas usadas no homicídio. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade