Publicidade

Estado de Minas

Adolescente é detido por pichar base móvel da PM em Montes Claros

O ato de vandalismo aconteceu nesse fim de semana e foi flagrado por um taxista


postado em 31/07/2017 13:20 / atualizado em 31/07/2017 16:30

A base móvel da PM foi pichada na madrugada de domingo(foto: Eventos MOC / Divulgação)
A base móvel da PM foi pichada na madrugada de domingo (foto: Eventos MOC / Divulgação)

Os pichadores costumam atacar prédios públicos e monumentos, desafiando o sistema de segurança. Em Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, o alvo da pichação foi a própria instituição que cuida da segurança e protege o patrimônio público. No último fim de semana, um posto de observação da Polícia Militar (PM), localizada na Praça Doutor Carlos, a mais central da cidade, foi pichada. O escrito foi apagado pelos militares. Foi identificado o autor do ato, um adolescente de 16 anos, que, na manhã desta segunda-feira, acompanhado do pai, se apresentou na delegacia da Polícia Civil da cidade, onde prestou depoimento.

Na Praça Doutor Carlos, onde está localizada a unidade móvel da PM, existem câmeras de vigilância do sistema "Olho Vivo". Os equipamentos de filmagem não intimidaram o pichador, que agiu na madrugada de domingo e foi visto por um taxista, que comunicou o fato aos militares.

O comandante do 10º Batalhão da PM, tenente coronel Alex Augusto Chinelato, disse que o episódio não tem relação com algum "desafio" com a chamada "guerra" de pichadores. "Foi uma atitude individual mesmo, mais ligada ao próprio estilo de vida da pessoa, pela própria expressão que foi usada. Não está relacionada com nenhuma disputa ou conflito social", afirmou o comandante.

Ele lembrou que o autor foi identificado após uma ação da própria PM, que registrou o fato em boletim de ocorrência. O comandante do 10º BPM disse que, imediatamente após ser identificado, o adolescente, em companhia do pai, compareceu a delegacia para prestar depoimento e assumiu a autoria da pichação, sendo liberado logo em seguida. Como é menor de idade, o autor deverá receber medida socioeducativa a ser determinada pela Vara da Infância e da Adolescência.

O tenente coronel Alex Augusto Chinelato disse que a PM agiu rápido no sentido de identificar o pichador e encaminhar o caso para providências por parte da Policia Civil e do Poder Judiciário. "Esperamos que essa ação de combate sirva de exemplo. A sociedade deve reprimir esse tipo de atitude (pichação) como algo ilegal e desrespeitoso, que precisa ser reprimido", afirmou o comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar.

Segundo a PM, foi descoberto que o adolescente, em uma página em uma rede social (Facebook), publicou mensagens e fotos contra a corporação, fazendo apologia aos pichadores. "Se pixar (sic) é crime, então, vou morrer criminoso", diz uma das frases divulgadas na página atribuída ao menor. A atitude do menor foi registrada no boletim de ocorrência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade