Publicidade

Estado de Minas

PM de Minas desmente boatos sobre paralisação dos serviços no estado

Major Flávio Santiago negou qualquer boato sobre greve dos policiais em Minas. No Espírito Santo 101 pessoas já morreram desde que familiares dos policiais de lá fizeram protestos impedindo que os militares pudessem trabalhar


postado em 09/02/2017 09:39 / atualizado em 09/02/2017 11:17

O major Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da Polícia Militar (PM), desmentiu na manhã desta quinta-feira os boatos sobre uma paralisação dos policiais militares de Minas Gerais, assim como ocorre no Espírito Santo.

Segundo o major Santiago, os vídeos e fotos que circulam em redes sociais são de movimentos passados, como as paralisações contra a Projeto de Lei Complementar 257, ocorridas em dezembro de 2016. “Na verdade estes vídeos e fotos que estão circulando pelo Whatsapp, são de movimentos da história, de outras situações. Algumas, inclusive, são da movimentação da PLP 257, no ano passado. Não há nenhum vídeo de autoridades, de membros do legislativo ou de associações competentes que se associe ao presente,” afirmou.

Espiríto Santo


No Espírito Santo, a paralisação da Polícia Militar que já dura seis dias parece não ter previsão de fim. O governo capixaba e os representantes das famílias dos policiais, que imepdem a saída dos PMs dos batalhões, iniciaram negociações para que a situação seja normalizada, mas, até então, sem nenhum acordo.

Apesar da atuação das Forças Armadas no controle de segurança do estado, a falta de policiamento nas ruas já resulta em 101 mortes e na paralisação de parte do transporte público em algumas cidades.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade