Publicidade

Estado de Minas

Depois de virar patrimônio, Pampulha terá espaço multiuso de R$ 300 milhões

Empresários anunciam empreendimento de 155 mil m² no Bairro Engenho Nogueira. Local, com hotel, abrigará eventos como feiras, shows e lançamentos de produtos


postado em 01/09/2016 06:00 / atualizado em 01/09/2016 15:14

Projeção do Expo Park Pampulha: complexo, em frente ao BH-Tec, terá investimento de R$ 300 milhões e deve ser inaugurado em 2019(foto: FARKASVÖLGYI ARQUITETURA/DIVULGAÇÃO)
Projeção do Expo Park Pampulha: complexo, em frente ao BH-Tec, terá investimento de R$ 300 milhões e deve ser inaugurado em 2019 (foto: FARKASVÖLGYI ARQUITETURA/DIVULGAÇÃO)

O título de Patrimônio Cultural da Humanidade, conquistado pela Pampulha há pouco mais de um mês, abre as portas ao turismo internacional e atrai grandes empreendimentos para a região que abriga o conjunto moderno projetado, na década de 1940, por Oscar Niemeyer (1907-2012). Um dos mais importantes – e que promete ser um marco na cidade – é o Expo Park Pampulha, equipamento multiuso de 155 mil metros quadrados de área construída e que ocupará um terreno de 67 mil metros quadrados no Bairro Engenho Nogueira, em frente ao Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec). Feiras, eventos, centro de convenções, espaço para shows, salões para lançamentos de produtos e hotel farão parte do complexo projetado pelo arquiteto mineiro Bernardo Farkasvölgyi, com escritório em BH.

Segundo Farkasvölgyi, serão investidos cerca de R$ 300 milhões na obra. “O Expo Park Pampulha será um misto de entretenimento e negócios. Belo Horizonte tem uma política de internacionalização de negócios, mas não dispõe de espaço adequado para sediar feiras e outros eventos de grandes proporções. Por isso mesmo, muitos empresários chegam a se deslocar para outros estados e fazer seus eventos lá, bem distante de Minas, o que é um prejuízo para todos”, conta o arquiteto, que se associou a André Mafra e Wagner Avelar. Juntos, criaram a empresa Supernova Participações, responsável pela estruturação dos negócios.

A nova empresa vem apresentando o projeto a investidores brasileiros e tem, segundo os três diretores do grupo, encontrado boa acolhida. “Mostramos em São Paulo (SP) e o resultado foi muito positivo”, revela Farkasvölgyi. Com 17 mil metros quadrados de pavilhão de feiras, com possibilidade de realização de 12 eventos simultâneos, e a mesma área para salões (ballrooms), podendo sediar, por exemplo, lançamento de novos modelos automobilísticos, o empreendimento compreenderá ainda três auditórios com aproximadamente 700 lugares cada um, cinco espaços em torno de mil metros quadrados para eventos diversos, mall (centro de compras) com lojas variadas, além de um hotel com 717 quartos, nas categorias superior e média.

Meio ambiente

Outro destaque do Expo Park Pampulha será o edifício corporativo, com 21 mil metros quadrados de área construída. O projeto completo contempla ainda estacionamento com mais de duas mil vagas e uma rua interna para pedestres com uso público, que se harmoniza com a construção e poderá ser usada também como área de lazer para quem mora na região ou simplesmente está de passagem.

A preservação ambiental é uma das preocupações do grupo Supernova. Dessa forma, o empreendimento ocupará apenas a parte da frente do terreno, localizado na Rua José Vieira de Mendonça. “No restante, em 27 mil metros quadrados, no fundo, vamos manter integralmente a vegetação”, afirma Farkasvölgyi. Ele explica que o empreendimento, em fase de licenciamento urbanístico no Conselho Municipal de Política Urbana (Compur), deverá ficar pronto em 2019.

Este equipamento está perfeitamente adequado a este novo momento vivido pela Pampulha, que recebeu o título da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Fizemos um projeto de Primeiro Mundo”, diz Farkasvölgyi, autor de muitos projetos em Belo Horizonte e dono da Farkasvölgyi Arquitetura, escritório posicionado no mercado há 43 anos e fundado pelo arquiteto húngaro István Farkasvölgyi, falecido em 2005. A partir de 1990, o filho de István, Bernardo, passou a dividir a direção do escritório com o pai, que foi autor do projeto do prédio da Usiminas, que fica perto do futuro empreendimento.

Bernardo, há 27 anos no mercado, é responsável pelo projeto de prédios conhecidos em BH, como o Edifício Domani Business Center, no Bairro de Lourdes, o ABC Business Center, na Avenida Afonso Pena, no Bairro Funcionários, MedPlex, na Avenida Barbacena, The One, na Avenida Raja Gabáglia, Hotel Golden Tulip BH, na Avenida do Contorno com Rua Rio de Janeiro, no Centro.

Atendimento
Segundo os empresários, o complexo foi concebido para atender, em um único local, o público de eventos e de congressos, bem como organizadores de eventos. O conceito é baseado no sistema one stop shopping ou tudo em um único lugar. “Aqui tudo foi pensado para o cliente final ter seu evento realizado e montado com todos os serviços e produtos relacionados disponíveis em um só local, com um só orçamento e falando apenas com uma única pessoa”, explica Wagner Avelar.

O empresário acrescenta que o mall terá lojas de apoio para os visitantes, hóspedes e colaboradores das empresas instaladas. “Teremos ainda equipes de áudio visual, muito usado em eventos, além de loja e sala de apoio para atender congressistas, palestrantes e o público participante”.

Outra forma de otimizar os investimentos, segundo os empresários, está na criação de uma equipe única de profissionais, que fará a gestão global dos ativos em questão, por meio da cogestão com parcerias estratégicas de franquia das marcas, onde vamos direcionar, planejar e executar o crescimento, sendo assim mais rentável, por exemplo, a operação do centro de convenções, onde temos parcerias com empresas. A operação ficará a cargo do parceiro, geralmente empresas de grande porte e líderes de mercado nos seus segmentos, “com nossos controles e parceria na área de vendas e distribuição, o que vai reduzir a sazonalidade”. Resumindo, Wagner destaca que “tudo aqui foi pensado para atender nosso público final, que vai entrar com o conceito e a ideia de seu evento e nós o executamos em um único local”.


Publicidade