UAI
Publicidade

Estado de Minas

Em seis meses, gripe matou quase 80 pessoas em Minas Gerais

Somente a H1N1 matou 51 pessoas no estado desde o início do ano. Número de casos da doença causada pelo subtipo já é o maior dos últimos dois anos


postado em 15/07/2016 11:01 / atualizado em 15/07/2016 11:22

Minas Gerais registrou, em pouco mais de seis meses, 296 casos e 78 mortes por Síndrome Respiratória Aguda Grave causada pelo vírus Influenza. Destes, 184 casos são do subtipo H1N1, que também causou 51 das 78 mortes. Os dados são do balanço da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado na quinta-feira.

Segundo o órgão, entre as pessoas que morreram está um paciente que morava em São Paulo e foi atendido em Paracatu. O óbito foi atribuído ao vírus influenza B. Em outras três mortes, não foi possível classificar o subtimo do vírus.

A cidade mineira que registrou o maior número de mortes por Influenza neste ano foi Campo Belo, no Centro-Oeste de Minas (7), seguida por Formiga (5), na mesma região, e Belo Horizonte e Contagem, as duas com 4 óbitos cada. A capital mineira concentrou a maioria dos casos de contaminação pelo vírus no estado, 38.

Em comparação com os últimos dois anos, 2016 teve um salto em casos de H1N1. De acordo com a SES, em 2016 Minas contabiliza 184 casos da doença e 51 mortes. Em todo o ano de 2015, foram seis casos e duas mortes. No ano de 2014, Minas Gerais teve 33 casos de gripe H1N1 e 17 mortes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade