Publicidade

Estado de Minas

Polícia Militar emite comunicado oficial sobre tumulto com bloco de carnaval na Praça Raul Soares

A corporação se justificou depois de confusão envolvendo militares e foliões do Bloco da Bicicletinha, argumentando que o grupo não era cadastrado e desrespeitou ordem de liberação do tráfego


postado em 05/02/2016 12:10

O tenente-coronel Gilmar Luciano, chefe do Centro de Jornalismo da Polícia Militar, se manifestou defendendo a ação dos militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) durante ocorrência na Praça Raul Soares, no Centro de Belo Horizonte, na madrugada de hoje. Os militares foram acusados por integrantes do Bloco da Bicicletinha, coletivo de ciclistas que percorreu ruas da cidade antes de parar na praça, de truculência para encerrar as festividades do grupo.

Foram lançadas 14 bombas de efeito moral e gás, além do disparo de 26 tiros de balas de borracha para dispersar o grupo estimado em 700 ciclistas, segundo as informações relatadas no boletim de ocorrência registrado pela PM.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade