Publicidade

Estado de Minas

Polícia Federal recolhe amostras de rejeitos de barragem rompida em Mariana

Trabalhos realizados na manhã desta quarta-feira tiveram o apoio de uma equipe do Corpo de Bombeiros na cidade


postado em 16/12/2015 14:02 / atualizado em 16/12/2015 17:46

(foto: CBMG/Divulgação)
(foto: CBMG/Divulgação)

Uma equipe da Polícia Federal recolheu amostras de rejeitos do rompimento da Barragem do Fundão em Mariana, na Região Central do estado. Os trabalhos foram realizados na manhã desta quarta-feira. No mês passado, a PF abriu um inquérito para apurar as circunstâncias da tragédia, que deixou 17 mortos e dois feridos.

Segundo o Capitão Thiago Miranda, da assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros, os policiais foram levados em um helicóptero Arcanjo, acompanhados de uma equipe de militares, a diferentes pontos da região para recolher as amostras. Conforme o capitão, a corporação não tem detalhes das investigações.

O pedido de apuração por parte da Polícia Federal foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF). De acordo com a PF, a abertura de inquérito aconteceu porque os rejeitos atingiram o Rio Doce, que é bem da União, já que banha mais de um Estado. A corporação vai apurar os possíveis crimes previstos no artigo 54, § 2º, incisos I, II e III, e 62, da Lei nº 9.605/98, que trata de delitos ambientais.

Em nota, a Polícia Federal em Minas Gerais informou que está realizando perícias no local do incidente, para apurar a causa e a extensão dos danos ambientais ocorridos.
(foto: CBMG/Divulgação)
(foto: CBMG/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade