Publicidade

Estado de Minas

Presidente da Samarco consegue habeas corpus preventivo para não ser preso

Decisão favorável ao executivo foi do Tribunal de Justiça do Espírito Santo


postado em 19/11/2015 11:32 / atualizado em 19/11/2015 11:39

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo concedeu habeas corpus preventivo ao presidente da Samarco, Ricardo Vescosi, que temia ser preso depois da decisão do juiz da Vara dos Feitos da Fazendo Pública de Colatina, Menandro Taufner Gomes, que na semana passada determinou que a mineradora cumprisse várias medidas para diminuir os efeitos da contaminação no Rio Doce. Em caso de desobediência da ordem judicial, Vescoci seria preso. O pedido de habeas corpus preventivo foi protocolado no sábado, mas a decisão do Tribunal de Justiça em favor do executivo só foi conhecida nesta quinta-feira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade