Publicidade

Estado de Minas

Com verba federal, Governo de Minas anuncia criação de mais 3,5 mil vagas em presídios

Estado tem déficit de 33 mil vagas no sistema prisional e enfrenta crise com risco de rebeliões. Convênio projeta recursos de R$ 1,1 bilhão


postado em 10/06/2015 20:05 / atualizado em 10/06/2015 20:07

Em uma tentativa de reduzir o déficit de 33 mil vagas no sistema prisional mineiro, o secretário de Defesa Social, Bernardo Santana, anunciou nesta quarta-feira a criação de mais 3,5 mil vagas nos presídios mineiros ainda este ano. Os recursos necessários para as obras virão de um convênio já firmado com o governo federal envolvendo R$ 1,1 bilhão. Segundo o secretário, haverá a construção de um presídio – em local ainda a ser definido – e a ampliação de outros três.

O assunto foi tratado, nesta quarta-feira, no Palácio da Liberdade em reunião com o governador Fernando Pimentel (PT) e o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo (PT). O ministro afirmou que a verba já está assegurada e será disponibilizada ao estado à medida que os projetos forem finalizados e apresentados.

José Eduardo Cardozo esteve em Belo Horizonte para a assinatura de um termo de transferência ao Estado pela União de equipamentos, veículos e softwares de inteligência e segurança que somam cerca de R$ 61 milhões e são utilizados no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

De acordo com Bernardo Santana, até o mês que vem o CICC estará funcionando durante 24 horas por dia, e servirá como piloto para um modelo de integração do setor de segurança pública em todo o país. O projeto do governo federal é instalar centros semelhantes pelo menos em todas as capitais brasileiras.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade