Publicidade

Estado de Minas

Policial Civil é baleada durante troca de tiros com militares no Barreiro

O marido da policial também foi atingido e morreu no local. A ocorrência, que teria começado por causa de um mal-entendido entre os policiais, mobilizou as duas corporações


postado em 28/04/2015 20:58 / atualizado em 28/04/2015 23:02

Uma confusão entre policiais militares e uma policial civil, na noite desta terça-feira, terminou com uma investigadora baleada e o marido dela morto. A ocorrência, que teria começado por causa de um mal-entendido entre os policiais, mobilizou as duas corporações no Bairro Pongelupe, Região do Barreiro, em Belo Horizonte.

A policial Fabiana Aparecida Sales foi atingida por tiros nas nádegas e o marido dela, ainda não identificado, foi assassinado. A policial foi socorrida para o Hospital Julia Kubitschek, também no Barreiro, onde deve passar por cirurgia ainda hoje.

Informações iniciais no boletim de ocorrência da PM são de que três militares estavam de folga e à paisana praticando tiros em um matagal, perto da Avenida Augusto de Gois. Quando retornaram do treino, foram surpreendidos pela investigadora e o marido dela.

O casal abordou os militares suspeitando que fossem assaltantes. Os militares também suspeitaram do casal e reagiram trocando tiros com Fabiana. Conforme o boletim de ocorrência, nenhum dos envolvidos se identificou durante a confusão, por isso houve o desacerto.

Conforme esta primeira versão da PM, o marido de Fabiana – que não é policial – também estava armado. Nenhum militar ficou ferido na ocorrência e os três envolvidos vão prestar esclarecimentos na sede do 41º Batalhão, onde são lotados. Foram apreendidas duas armas no local do crime.

O boletim de ocorrência ainda não está encerrado. A Polícia Civil ainda não deu uma versão oficial para o caso.


Publicidade