Publicidade

Estado de Minas JUVENTUDE DE FÉ

Mais de cinco mil se reúnem na Serra da Piedade no dia da assunção de Nossa Senhora

Fiéis aproveitaram para pagar promessas


postado em 16/08/2014 00:12 / atualizado em 16/08/2014 08:07

(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

No dia de celebrar a assunção de Nossa Senhora e renovar a esperança, mais de cinco mil pessoas, a maioria jovens católicos, se reuniram no Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os participantes da 19ª Peregrinação da Juventude subiram a pé a estrada para a Ermida da Padroeira, no ponto mais alto da Serra da Piedade. Este ano, o tema da caminhada era “A fé de Maria como caminho que nos leva a Cristo”. Os fiéis acompanharam a missa celebrada pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo. Eles rezaram, cantaram e dançaram durante o encontro.


Para pagar uma promessa, não revelada, o estudante Igor Lucas Pereira Lima, de 15 anos, resolveu subir de joelhos parte do caminho até a Ermida da Padroeira. Sem pressa, ele seguiu o trajeto íngreme de aproximadamente dois quilômetros. “Tenho fé em Deus de que vou conseguir chegar lá.” Igor correu duas vezes na semana passada em volta da Lagoa da Pampulha para se preparar fisicamente e protegeu os joelhos com blusas colocadas dentro da calça jeans. A amiga que o acompanhava, também da Comunidade São José, no Bairro Céu Azul, não imaginou que ele levaria a ideia tão a sério. “É uma atitude muito bacana”, disse a recepcionista Liliene Santos, de 25.

Dom Walmor se disse satisfeito por encontrar tantos jovens seguindo o caminho de Deus. Ao lado de padres e seminaristas, ele celebrou a missa no pátio da Ermida da Padroeira. Dom Walmor destacou a necessidade de renovar o compromisso de ajudar o mundo a ser mais fraterno e solidário. “O que será de nós sem vocês? Jovem é alma para a Igreja porque juventude é presença inovadora. Todos podem e devem ajudar a renovar a esperança onde estiverem, seja na escola, trabalho ou lazer”, disse. O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte lembrou que, no ano passado, o Rio de Janeiro sediou a Jornada Mundial da Juventude, marcada pela primeira visita do Papa Francisco ao Brasil.

Ação social

Pela primeira vez no Santuário, a integrante da Juventude Missionária Analine Morena da Silva, de 19, ficou tocada pelas palavras de Dom Walmor e ganhou fôlego para seguir a missão de evangelizar. Ela mora com a família no Bairro Taquaril e é exemplo de que a fé pode ser transformadora. “Oportunidades não faltam de usar droga e não dar valor ao corpo. Mas, graças à minha mãe, que é devota de Nossa Senhora, as quatro filhas estão firmes na Igreja”, disse. Com seu trabalho, Analine já conseguiu afastar jovens da comunidade das drogas e se diz satisfeita por poder ajudá-los. A irmã dela, Clara Aline Graciana da Silva, de 11, também sente a responsabilidade. “Somos responsáveis por trazer mais jovens para a Igreja. O correto é seguir o caminho santo de Deus”, pontuou.

A professora Natalia Ribeiro Moreira, de 34, saiu de Pedro Leopoldo para oferecer uma rosa vermelha à Nossa Senhora. Ela aproveitou a celebração para agradecer as graças alcançadas e fazer um novo pedido à “mãe querida”, que guardou em segredo. “Como acolheu nas mãos o filho de Deus, tenho fé de que ela vai acolher a minha graça”, ressaltou. Natalia aprendeu a ser devota de Nossa Senhora com a mãe, que pediu ajuda para salvar a vida da filha, na época com 11 meses. A bebê estava internada no hospital com pneumonia e sobreviveu. Desde então, a professora tem certeza de que Nossa Senhora não desampara seus filhos e não deixa de rezar para ela.

Logo que a missa terminou, alguns jovens ocuparam o pátio da Ermida da Padroeira em um flash mob, performance de dança com vários participantes que costuma surpreender o público sem avisar. Em seguida, a cantora mineira Farlla subiu ao palco e animou os jovens.

ENQUANTO ISSO...

...Ermida reaberta em outubro
Durante a missa para os jovens, o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, anunciou que em outubro a Ermida da padroeira deverá ser reaberta para o público. A construção, onde é mantida a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, atribuída a Aleijadinho, está em reforma desde setembro do ano passado. Todas as características originais da capela foram mantidas. Em 30 de setembro de 1797, Antônio da Silva Bracarena e Manuel Coelho Santiago tiveram permissão para construir um espaço de devoção a Nossa Senhora da Piedade.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade