Publicidade

Estado de Minas

Servidores da Prefeitura de Belo Horizonte decidem continuar em greve


postado em 29/05/2014 11:48 / atualizado em 29/05/2014 16:15

(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA/Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/DA/Press)


Os servidores municipais de Belo Horizonte votaram pela continuidade da greve em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira na Avenida Afonso Pena, no Centro da capital. A reunião dos trabalhadores, que estão em greve desde o dia 6, aconteceu em frente ao prédio da PBH e fechou a avenida no sentido Praça Sete. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), informou que ainda não sabe se haverá uma passeata após o término da assembleia.

Na segunda-feira, a PBH apresentou uma nova proposta de 7% de reajuste – dividido em duas vezes -, aumento do vale-alimentação para R$ 18,50 a partir de novembro, abono em parcela única a ser pago no mês de dezembro em valores que variam de R$ 200 a R$ 600 conforme a remuneração, além de não descontar os dias paralisados durante a greve do salário dos servidores mediante reposição.

Em um encontro na tarde de quarta, o sindicato apresentou oficialmente a nova proposta da PBH e, por ampla maioria de votos, os servidores decidiram pela continuidade da greve, com exceção dos trabalhadores da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), que voltam ao trabalho hoje.


Publicidade