Publicidade

Estado de Minas

Polícia procura criminosos que mataram vigilante dentro de universidade em Diamantina

Grupo armado tinha intenção de atacar caixas eletrônicos, mas vigilante reagiu e acabou baleado


postado em 23/12/2013 18:04

As Policias Militar e Civil de Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, realizam nesta segunda-feira buscas na região na tentativa de prender integrantes de um grupo armado que madrugada de domingo invadiu o campus da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVM) no município. De acordo com informações da reitoria da universidade, o bando tinha a intenção de atacar três caixas eletrônicos instalados dentro do campus e trocou tiros com um dos vigilantes, que foi morto. Um dos bandidos também foi alvejado.

Segundo o reitor da UFVJM, Pedro Ângelo Almeida, o grupo seria formado por sete homens, que deixaram o carro a uma distância de 100 metros da entrada do campus e caminharam a pé, agachados, até a guarita. Lá renderam um vigilante que estava próximo ao local. Outro vigia, Altamiro Gomes Sales, que estava dentro da guarita, reagiu e atirou, acertando um dos assaltantes na altura do peito. Altamiro, que não tinha visto os outros bandidos, acabou sendo morto por eles, a tiros.

Os assaltantes acabaram desistindo do ataque aos caixa eletrônicos. Eles amarraram o outro vigilante em uma grade e, imediatamente, saíram do local em um carro, em alta velocidade, levando o comparsa ferido. A polícia ainda não se o criminoso sobreviveu. No domingo, a Policia Militar de Diamantina informou que averiguou todos os hospitais da região, para verificar se houve atendimento a alguma pessoa baleada, mas conseguiram êxito.  

O corpo do vigia Altamiro Gomes Sales foi sepultado, nesse domingo, em Berilo, também no Vale do Jequitinhonha.

O campus da UFVJM fica distante sete quilômetros da área urbana de Diamantina. No local, estão instalados caixas eletrônicos do Banco do Brasil, do Bradesco e da Caixa Econômica Federal.


Publicidade