Publicidade

Estado de Minas

Serra da Moeda entra na lista mundial de conjuntos em risco

No relatório World Monuments Watch 2014, que apresenta um conjunto diversificado de sítios em risco devido a ameaças naturais e ao impacto das ações humanas


postado em 10/10/2013 06:00 / atualizado em 10/10/2013 07:47

Entre os fatores que contribuíram para a inclusão estão a extração de minério, o crescimento imobiliário e a vulnerabilidade do meio ambiente, especialmente quanto a incêndios. (foto: World Monuments Watch 2014/Divulgação)
Entre os fatores que contribuíram para a inclusão estão a extração de minério, o crescimento imobiliário e a vulnerabilidade do meio ambiente, especialmente quanto a incêndios. (foto: World Monuments Watch 2014/Divulgação)

Sinal de alerta aceso na Serra da Moeda, que vai de Belo Horizonte a Jeceaba, a 124 quilômetros de Belo Horizonte. O maciço entrou para a lista de 67 bens ameaçados no planeta, conforme o Fundo Mundial dos Monumentos (World Monuments Fund – WMF, na sigla em inglês). No relatório World Monuments Watch 2014, que apresenta um conjunto diversificado de sítios em risco devido a ameaças naturais e ao impacto das ações humanas, a Moeda é o único bem ambiental do Brasil. O anúncio foi feito pela presidente da instituição, Bonnie Burnham. A proposta de inclusão na lista foi da organização mineira Arca Ama Serra.

Entre os fatores que contribuíram para a inclusão estão a extração de minério, o crescimento imobiliário e a vulnerabilidade do meio ambiente, especialmente quanto a incêndios. “É uma situação triste, mas, ao mesmo tempo, sinaliza para todo o mundo a situação da Serra da Moeda”, disse, ontem, o coordenador das Promotorias de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico (CPPC), Marcos Paulo de Souza Miranda.

O representante do MP e integrantes da Arca Ama Serra acompanharam visita da diretora de programas da WMF para América Latina, Espanha e Portugal, a arquiteta Norma Barbacci, à serra. Na época, ela se mostrou preocupada com a preservação do maciço. “A situação é muito difícil. Esta semana tivemos que ajuizar ações para fechamento de dois areais na região. Além disso, os caminhões estão estragando o calçamento da cidade de Moeda”, disse o promotor de Justiça.

O Fundo Mundial dos Monumentos é uma organização privada sem fins lucrativos, dedicada à preservação da arquitetura histórica e sítios de interesse histórico. Além da sede em Nova York, a entidade conta com escritórios afiliados em todo o mundo. Cada um identifica, desenvolve e gerencia projetos e parcerias locais e capta recursos para complementar os fundos provenientes dos doadores. No ano que vem, 41 países serão contemplados com recursos obtidos pela WMF, entre eles Argentina, Japão, Holanda, Turquia, República Dominicana e Grécia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade