Publicidade

Estado de Minas

Presos são transferidos após rebelião no Presídio de Caratinga

Morosidade da Justiça teria motivado a revolta dos detentos


postado em 20/01/2013 15:46

Cerca de 60 detentos do Presídio de Caratinga, na Zona da Mata mineira, tiveram de ser transferidos para outras unidades prisionais neste fim de semana depois que uma rebelião deixou várias celas danificadas. De acordo com a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), um Procedimento Interno de Investigação foi aberto para apurar as circunstâncias da revolta, que durou mais de 9 horas.

A rebelião teve início na noite de sexta-feira e só controlada na manhã de sábado. Dois agentes penitenciários foram feitos reféns quando entraram em uma das celas do presídio para prestar socorro a um detento que, supostamente, passava mal. De acordo com a Polícia Militar, os presos quebraram grades de outras celas para libertar os demais encarcerados e usaram as barras de ferro como armas.

Segundo a Suapi, por volta das 6h de sábado os agentes foram libertados, sem ferimentos. O órgão esclareceu que os rebelados reivindicam agilidade no andamento dos processos penais e pediam abrandamento das penas, reclamando rigor da Justiça.

A Suapi não relatou os danos causados no presídio, mas a PM informou que parte da carceragem foi destruída.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade