Publicidade

Estado de Minas

Incêndios consomem 10 unidades de conservação em Minas

A situação mais crítica é no Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas, Região Centro-Oeste do estado, onde já foram consumidos mais de 1,5 mil hectares de vegetação


postado em 11/09/2012 17:43 / atualizado em 11/09/2012 18:01

Brigadistas estão na Serra da Canastra desde sexta-feira combatendo o incêndio(foto: ICMBio/Divulgação)
Brigadistas estão na Serra da Canastra desde sexta-feira combatendo o incêndio (foto: ICMBio/Divulgação)
 

O número de focos de incêndio vem aumentando a cada dia em Minas Gerais. Segundo dados do Sistema Estadual de Meio Ambiente, dez Unidades de Consevação, sendo oito estaduais e duas federais, estã sendo destruídas pelo fogo. Em 2012 foram registrados 5.250 ocorrências e 1.511 apenas em setembro.

Se comparado com o mesmo período do ano passado, o número é bastante inferior. De acordo com o balanço, nos primeiros nove meses de 2011 foram registrados 15.123 incêndios - 9.169 em setembro - o mês considerado mais crítico.

O foco que mais preocupa das autoridades está no Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas, Região Centro-Oeste do estado, onde já foram consumidos mais de 1,5 mil hectares de vegetação. Um grupo de 55 brigadistas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e funcionários da reserva, e 23 militares do Corpo de Bombeiros, tentam debelar as chamas. Animais que vivem na área, alguns deles ameaçados de extinção, como o veado-campeiro, foram flagrados fugindo do incêndio.

O fogo também atinge a Área de Proteção Ambiental (APA) Sul, no município de Brumadinho, Região Metropolitana de BH, que é localizado próximo ao Parque Estadual da Serra do Rola-Moça. Um grupo de 60 combatentes e três aeronaves tentam debelar as chamas.

Também há focos na Rvs Libélulas da Serra de São José, em Tiradentes, na Região Central do Estado, no Parque Nacional Grande Sertão Veredas, na Chapada Gaúcha, Parque Serra Nova, em Porteirinha, Área de Proteção Ambiental (APA) Pandeiros, em Bonito de Minas, e Parque Estadual Verde Grande, em Matias Cardoso, ambos no Norte de Minas, e Parque Serra do Cabral, em Buenópolis, na Região Central.

Grande BH

Um incêndio atingiu uma área de vegetação no entorno do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com militares, as chamas atingiram uma área a cerca de 500 metros do terminal às margens da LMG-800. Os trabalhos dos bombeiros começaram por volta de 11h20 e tiveram apoio de quatro viaturas.

Por conta do incêndio, a Infraero foi obrigada a alterar as posições de pouso e de decolagem do aviões. As aeronaves tiveram que fazer os procedimentos de subida e descida em uma cabeceira que fica na direção contrária à fumaça. Mesmo assim, o movimento no terminal não foi afetado.

O Corpo de Bombeiros recebeu das 0h até às 16h30, 65 ocorrências de incêndio em vegetação na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Somente na capital mineira foram 20 chamados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade