Publicidade

Estado de Minas

Acidente em cima de ponte deixa três mortos e dois feridos na Região Norte de Minas

A batida entre dois veículos aconteceu depois que um deles estava parado na estrutura por problemas mecânicos


postado em 25/07/2012 18:49 / atualizado em 25/07/2012 19:24

Um gol ficou completamente destruído após o acidente(foto: www.alternativafm.com )
Um gol ficou completamente destruído após o acidente (foto: www.alternativafm.com )
 

Três pessoas morreram e outras duas ficaram gravemente feridas em um acidente ocorrido na tarde desta quarta-feira em cima da ponte sobre o Rio São Francisco, na BR-135, na divisa entre os municípios de Januária e Pedras de Maria da Cruz, no Norte de Minas. Por causa da tragédia, o trânsito no local ficou interrompido por cerca de duas horas, formando longas filas de veículos nos dois sentidos da ponte, que tem 1,2 quilômetro de extensão.

O acidente aconteceu por volta das 13h45min. Conforme o tenente Emerson Martins, comandante do destacamento da Polícia Militar Rodoviária em Januária, um carro Celta ficou parado no meio da ponte com o motorista alegando que houve um problema mecânico. Um Voyage, usado como táxi, que seguia de Januária para Montes Claros com quatro ocupantes, ao desviar do Celta, bateu de frente com um Gol, que viajava em sentido contrário.

Morreram na hora o motorista do táxi, Raimundo Wagner Azevedo Ferreira, de 41 anos, natural de Januária e uma passageira do veiculo, identificada como Maria Dolores, de aproximadamente 25 anos, o condutor do Gol, Zaqueu Ferreira França, de 46, que era instrutor de autoescola em Montes Claros e viajava sozinho. Outros dois passageiros do táxi ficaram gravemente feridos e foram levados para o Hospital Municipal de Januária.

Militares tiveram trabalho para socorrer às vitimas do acidente(foto: www.alternativafm.com )
Militares tiveram trabalho para socorrer às vitimas do acidente (foto: www.alternativafm.com )


Ainda conforme a Polícia Militar Rodoviária, ao bater de frente com o Voyage, o Gol saiu desgovernado e bateu na lateral do Celta. Por pouco, o Gol não despencou da ponte (cuja altura no local é de 50 metros). Embora o motorista do Celta tenha alegado que o carro apresentou problemas mecânicos, o veículo ainda será periciado para confirmar a veracidade da informação, pois foi levantada a suspeita de que o condutor parou em cima da ponte por outro motivo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade