Publicidade

Estado de Minas

Imagem de Santo Expedito é alvo de vândalos pela segunda vez no Bairro Guarani

Peça foi coberta por pichações e, no pedestal, os criminos deixaram uma mensagem de ameaça.


postado em 16/04/2012 10:12 / atualizado em 16/04/2012 11:40

Padre Domingos Sávio acionou a Polícia Militar (PM) para registrar um boletim de ocorrência.(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Padre Domingos Sávio acionou a Polícia Militar (PM) para registrar um boletim de ocorrência. (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
A imagem de Santo Expedito, que fica em frente à igreja de mesmo nome, na Avenida Cristiano Machado, voltou a ser alvo de vandalismo. O ataque foi descoberto na manhã desta segunda-feira pelo padre Domingos Sávio, que estava chegando de viagem e encontrou a imagem coberta de pichações e, no pedestal, os dizeres “Padre, você vai morrer”. O portão da igreja, que fica no Bairro Guarani, Região Norte de Belo Horizonte, também foi pichado. O religioso acionou a Polícia Militar (PM) para registrar um boletim de ocorrência. O local não possui câmeras de segurança.

Em março do ano passado, a imagem também foi atacada por criminosos. A peça de quase 2 metros de altura e uma tonelada foi jogada na calçada, deixando o braço direito da imagem completamente destruído. Segundo o padre, os dois ataques ocorreram pouco antes da festa de Santo Expedito, comemorada em 19 de abril. “Já ficamos até preparados para isso”, diz.

Durante a comemoração, cerca de 15 mil pessoas passam pelo templo. A imagem do santo pertence à igreja há cinco anos e foi feita por um artesão da cidade de Três Corações, no Sul de Minas. Conforme o padre Domingos Sávio, haverá uma reunião com outros membros da igreja para decidir o que deve ser feito. A expectativa é de que um restaurador seja chamado para recuperar a pintura antes da festa nesta semana. Ainda não há pistas dos suspeitos do crime.


Publicidade