Publicidade

Estado de Minas

Poluição chega ao limite em BH

Capital mineira está entre as 500 cidades do mundo com ar mais poluído, mas ainda se mantém nos parâmetros estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS)


postado em 27/09/2011 06:00 / atualizado em 27/09/2011 06:20

O dióxido de carbono (CO2) emitido pelos ônibus é uma das causas da contaminação atmosférica da capital(foto: MARCOS MICHELIN/EM/D.A PRESS %u2013 4/6/10)
O dióxido de carbono (CO2) emitido pelos ônibus é uma das causas da contaminação atmosférica da capital (foto: MARCOS MICHELIN/EM/D.A PRESS %u2013 4/6/10)
A Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) está entre as áreas urbanas com o ar mais poluído do mundo. De acordo com relatório de análise da qualidade do ar divulgado nessa segunda-feira, em Genebra, na Suíça, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a Grande BH aparece na 467ª posição. O estudo, feito pela primeira vez, levantou dados de 1,1 mil cidades em 90 países e apontou que a região ainda atende os parâmetros de qualidade do ar conforme os critérios da OMS, com taxa de 20 microgramas de poluição por metro cúbico de ar (ug/m³), exatamente o índice de BH.

Apesar da classificação perigosa, a RMBH é a que ostenta melhor posição entre as áreas metropolitanas brasileiras. A do Rio de Janeiro, com 64 ug/m³, é a área mais poluída do país segundo o relatório da OMS, ocupando a 164ª posição no estudo divulgado nessa segunda-feira. a Grande São Paulo, com 38 microgramas de poluição por metro cúbico de ar, vem em 268º lugar, enquanto a Região Metropolitana de Curitiba registra índice de 29 ug/m³ e ocupa a 360ª posição no relatório.

Campeã

A cidade com maior índice de poluição atmosférica no mundo, segundo os dados divulgados nessa segunda-feira no site da OMS, é Ahwaz, no Irã, com taxa de 372 microgramas de poluição por metro cúbico de ar. Em seguida, vem Ulan Bator, capital da Mongólia, com 279 ug/m³. A terceira posição é de Sanandaj, também no Irã, que registrou índice de 254 ug/m³. Ludhiana, na Índia, é a quarta cidade com pior qualidade do ar. A taxa de poluição registrada nesta cidade foi de 251 ug/m³. O Brasil aparece no levantamento como o 44° país com maior índice médio de poluição do ar.

Segundo a OMS, a lista mostra a necessidade urgente de reduzir a poluição atmosférica, que provoca 1,34 milhão de mortes prematuras por ano. Os principais agentes causadores desses óbitos são o dióxido de nitrogênio, emanado das usinas de energia termelétrica (carvão, petróleo, etc), além do dióxido de carbono expelido pelos escapamentos dos automóveis, ônibus e caminhões.

As áreas urbanas com menor índice de poluição estão em países desenvolvidos, como o Canadá e os Estados Unidos, graças à baixa densidade populacional e a regras de controle da poluição. A cidade canadense de Whitehorse, no território do Yukon, tem apenas 3 microgramas por metro cúbico. A cidade de Santa Fé, no EUA (estado de Novo México) tem somente 6 microgramas de poluição por metro cúbico.


Cidade tem prazo para reduzir emissões

Uma lei sancionada no primeiro semestre pelo prefeito Marcio Lacerda dá prazo de quatro anos para a cidade reduzir em 30% a emissão de gases causadores do efeito estufa, principalmente dióxido de carbono (CO2). O objetivo é cumprir os prazos da Política Nacional de Mudanças Climáticas, que fixa parâmetros para a diminuição da poluição atmosférica. BH foi a terceira capital a aprovar legislação específica, depois de São Paulo e Rio de Janeiro. O problema da capital mineira é que o texto legal define poucas ações para alcançar o objetivo. Em apenas quatro casos são definidas ações que podem contribuir na redução da emissão de dióxido de carbono e outros gases provocadores do efeito estufa. O artigo 44 define que a prefeitura deve mudar o perfil da frota de ônibus para que ocorra “redução progressiva do uso de combustíveis fósseis, ficando adotada meta progressiva de redução de, pelo menos, 10% a cada ano”. A medida tenta inibir o maior emissor de gases estufa na capital: os meios de transporte. Inventário municipal, elaborado em 2008 mostra que o setor é responsável por 82% do CO2 lançado na atmosfera.


AS MAIS POLUÍDAS DO MUNDO

Taxa de microgramas de poluição por metro cúbico de ar (ug/m3).
O limite recomendado pela Organização Mundial de Saúde é de 20.

1 – Ahwaz /Irã/372
2 – Ulaanbaatar/Mongólia/279
3 – Sanandaj/Irã/254
4 – Ludhiana/Índia/251
      Quetta/Paquistão/251
6 – Kermanshah/Irã/229
7 – Peshawar/Paquistão/219
8 – Gaborone/Botswana/216
9 – YasoujIrã/215
10 – Kanpur/Índia/209
144 – Rio de Janeiro/Rio de Janeiro/64
204 – Cubatão/São Paulo/48
267 – Campinas/São Paulo/39
268 – São Paulo/São Paulo/38
360 – Curitiba/Paraná/29
467 – BELO HORIZONTE/Minas Gerais/20
 


Publicidade