Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil garante segurança da população com regionalização de delegacias


postado em 25/05/2011 08:08 / atualizado em 25/05/2011 08:54

A Polícia Civil de Minas Gerais garante que o fechamento de delegacias, que geraram polêmicas e preocupação de moradores, não vai prejudicar a segurança da população. As alterações promovem um centralização de registros de ocorrências em determinadas delegacias. Algumas unidades estão sendo fechadas depois das 18h e durante fins de semana e feriados, quando funciona um esquema de plantão. Desde o ano passado essas mudanças estão acontecendo em cumprimento a um determinação da chefia da corporação.

Na terça-feira o vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol-MG) Antônio Marcos Pereira afirmou que as mudanças poderiam trazer transtornos para a população que precisa dos serviços nas delegacias e para o policiais militares durante registro de ocorrências. Segundo ele, a “racionalização” traz problema de logística para PM. A Associação de moradores do Bairro Floresta, na Região Leste de BH, também manifestou preocupação com o possível fechamento da 5ª Delegacia que atende a região. Porém, em nota, a Polícia Civil afirma que essa unidade será mantida.

Segundo a polícia, a otimização dos atendimentos em plantão se deve ao cumprimento da Lei Complementar 84/2005 que dispõe sobre a jornada de 40 horas semanais para policiais. Para cumprimento dessa carga horária é necessário diminuir o atendimento em algumas unidades.

Ainda de acordo com a polícia, na capital ficam mantidos os serviços de plantão nas seis Delegacias Regionais (Centro, Leste, Barreiro, Venda Nova, Noroeste e Sul) e nas três Delegacias Especializadas (Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente, Proteção às Mulheres e Adiada ao Juizado Criminal). Na região metropolitana o atendimento ficará concentrado nas Delegacias Regionais de Contagem, Betim (Juatuba e Ibirité), Ribeirão das Neves, Vespasiano e Santa Luzia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade