UAI
Publicidade

Estado de Minas Desfile

Inverno na pronta-entrega

Terceira edição da Gerais Fashion on-line colocou na passarela as propostas de 30 marcas do Prado


24/04/2022 04:00

Desfile
Thamara Capelão (foto: Alessandro Carvalho e Marcelo Poleze)
 
A temperatura da moda em Belo Horizonte é medida pela movimentação dos showrooms do Bairro Prado. É ali, naquelas ruas estreitas com nomes de minérios e pedras preciosas, que os negócios acontecem no modelo pronta-entrega, expandindo não só o comércio de roupas, mas também o turismo da cidade.
 
Modelos
NC Brand (foto: Alessandro Carvalho e Marcelo Poleze)
 
 
Fomentar as vendas, manter o mercado aquecido, reduzir os estoques das confecções tem sido o grande desafio das associações existentes no local, que se desdobram para realizar ações constantes. A mais recente foi a terceira edição da Gerais Fashion, performada pela Associação de Consultores em Negócios de Moda (ACNModa): o evento, realizado na Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), conseguiu reunir 130 lojistas de várias localidades do país, que assistiram a um desfile live com participação de mais de 30 marcas da região.
 
Jaqueta
Isa Paes (foto: Alessandro Carvalho e Marcelo Poleze)
 
 
Ao mesmo tempo em que a plateia no interior do auditório pôde conferir de perto as novidades para o inverno/22, a transmissão via YouTube e instagram da ACNModa alcançou interessados em todo o país, que acompanharam on-line o desenrolar das atividades. “Repetimos a mesma fórmula do evento de novembro, no hall da Prefeitura de Belo Horizonte. Só que, desta vez, pudemos ampliar o número de convidados presenciais em virtude da flexibilização das medidas sanitárias em torno da Covid-19”, explica Paulo da Silva Lopes, atual presidente e um dos fundadores da entidade.
 
Calça
Padronagem (foto: Alessandro Carvalho e Marcelo Polez)
 
 
Ao longo do tempo, Paulinho, como é conhecido, vem acompanhando as turbulências do setor da moda, driblando as dificuldades e mudanças econômicas, com a fiel missão de agregar os consultores em torno de uma política profissional. Nem sempre é fácil captar apoios e recursos para bancar um evento como o Gerais Fashion, particularmente em um momento ainda pandêmico, em que a economia está combalida e, ainda mais, em um segmento sedimentado no glamour.
 
Por isso, cada edição é comemorada por ele como vitória. Seu discurso é quase um mantra: “Precisamos manter o mercado aquecido, atrair compradores, fomentar vendas, agregar valor para o segmento, porque isso fortalece a economia e traz divisas para as esferas municipal e estadual”, repete sempre.
 
Os desfiles lives se mostraram eficientes, evoluíram e cresceram. Começaram, timidamente, durante a pandemia, dentro dos showrooms, privilegiando empresas menores e com menos recursos de marketing, sob a iniciativa das diretoras Eliane Medina e Priscila Valeska, em um verdadeiro exercício de resistência. A fórmula básica é a mesma: a ação tem caráter didático, cada marca desfila um bloco de peças representativas da coleção, com comentários da especialista em varejo Alzira Vasconcelos e das duas consultoras. São pontuados os pontos mais marcantes e detalhes específicos de cada participante, assim como as tendências da temporada.
 
A ideia é enfatizar a diversidade da moda feita em Minas: diante do amplo mosaico formado por shapes, cores, prints, matérias-primas, fica mais fácil para os lojistas fazerem suas escolhas. Além do fato de que a visibilidade da roupa no corpo em movimento promove uma conexão muito maior aos olhos de quem precisa comprar com assertividade.

Pluralidade E o espectro para o inverno é rico: contempla os brilhos em todas as suas versões, a alfaiataria, os conjuntos, xadrezes e pied de poules, o retorno do jeans, uma cartela que vai dos tons terrosos aos vibrantes, os bordados e outras manualidades, tudo construído sob óticas e versões diferentes.  
 
Costurar um styling preciso em universo tão amplo foi o desafio enfrentado, mais uma vez, pela estilista Maitê Oliveira, que contou com a colaboração da consultora Gilce Bastiani, associada da ACNModa. Ao mesmo tempo, os apoios institucionais dessa Gerais Fashion foram costurados por Giovanna Penido, representante da moda nos conselhos nacional e estadual de políticas culturais, que vem atuando na linha de frente da execução do evento. A parceria com a CDL/BH, por exemplo, é mais uma conquista e vem ao encontro de sua filosofia de fomentar negócios e fazer os produtos chegarem ao consumidor final.
 
A boa surpresa é que, apesar das dificuldades que fizeram com que alguns showrooms encerrassem suas atividades, novos nomes surgiram na região do Prado, investindo em suas primeiras ou segundas coleções, comportamento que pode ser explicado pela vocação fashion da cidade. Algumas dessas marcas tiveram, inclusive, a oportunidade de compor o time da Gerais Fashion e mostrar seu trabalho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade