Publicidade

Estado de Minas Vida Integral

Depressão: entidade real

"Não ache que todas as pessoas engraçadas têm uma vida feliz, uma bela risada pode ser um choro na alma"


07/03/2021 04:00

Uma das grandes doenças que vêm assolando as pessoas nas últimas décadas é a depressão, que chega de mansinho e, quando percebemos, já tomou conta de todo o corpo, porque, apesar de ser uma doença que ataça a mente, os sentimentos, afeta todo o corpo do paciente. Provavelmente, não existe nem uma pessoa sequer neste mundo que não tenha um parente ou um amigo muito próximo vítima da depressão. Nada melhor que ler a respeito disso e conhecer melhor este grande vilão.
 
O psicanalista Christian Dunker decidiu escreve uma biografia da depressão, retratá-la como uma entidade real, com documentos que comprovam sua existência, testemunham seus feitos e suas razões de ser. Porém, também retrata como uma ficção ou uma hipótese, sujeita a interpretações e subjetividades. “Uma biografia da depressão” foi lançado pelo selo Paidós da editora Paneta, e apresenta um tipo de narrativa que busca contornar um problema clássico da psicopatologia, que questiona se as doenças mentais são verdadeiras doenças. Ao longo do livro, o psicanalista refaz os passos genealógicos do transtorno a partir de seus parentes distantes nas famílias da tristeza e da melancolia para mostrar que a depressão é "um nome demasiado pequeno para tantas formas e cores, que reúne coisas que não andam juntas".
 
Partindo do ponto do nascimento da depressão, Dunker discute o embate entre a psiquiatria e a psicopatologia entre os séculos 17 e 18, quando diferentes áreas médicas esforçaram-se em reescrever os sintomas segundo uma base vocabular consensual, de forma a introduzir as relações de causalidade ou etiologia que concorrem para a determinação de doenças, já que o estudo não podia ser feito a partir de exames de tecidos, pois não encontravam na matéria cinzenta do cérebro nada que pudesse esclarecer os adoecimentos mentais. O autor faz uma viagem no tempo para mostrar que o surgimento da depressão é contemporâneo ao romantismo nas artes e que sua estabilização como quadro clínico acompanha a fixação da proposta modernista nas artes visuais.
 
Na parte ‘Entrevista com a depressão’, o psicanalista busca ouvir da biografada as próprias impressões sobre si mesma. No capítulo, a depressão discorre sobre suas diversas faces e condições psíquicas, como o luto patológico, e apresenta o conceito de depressão narcísica, fazendo um paralelo com as redes sociais. De acordo com a psicanálise, o ‘eu’ tem estrutura de espetáculo, no qual o sujeito é protagonista, auditório e crítico de sua representação.
 
Em um dos capítulos, Christian aborda como a pandemia de COVID-19 afetou a saúde mental da população. A quarentena despertou nas pessoas diferentes teorias da transformação e diversos modelos narrativos para se ajustarem às contingências de medo, de angústia, de trauma e de exaustão que tomaram conta delas. No período, a depressão subiu 90% e o consumo de antidepressivos e ansiolíticos 35,5%, de acordo com levantamento feito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
 
 
Contatos
 
Barra de Access – Terapia energética que trabalha crenças limitantes, medos, conceitos negativos, melhorando a autoestima, concentração e a redução de incômodos físicos e emocionais. A terapeuta Alcéa Romano faz atendimento individual e ministra curso com certificado internacional, para uma ou duas pessoas de cada vez. Informações e agendamentos: (31) 99971-6552.

Terapias holísticas – Renata Moon atende e aplica diversos tipos de terapias, tais como: leitura intuitiva de arquétipos, uma forma inovadora de leitura de cartas com o objetivo de identificar cada arquétipo para traduzir o momento pelo qual o cliente passa. Ferramenta de autoconhecimento que visualiza bloqueios e soluções para qualquer área da vida; reiki, terapia de cura mental, emocional e física através do reequilíbrio e harmonização dos principais pontos de energia do corpo, através da imposição das mãos; cura através de mandalas de velas que podem ser configuradas para diversos fins, como a saúde física, mental e emocional, e o equilíbrio energético; fogo sagrado, técnica terapêutica que tem objetivo de reintegrar o corpo físico, emocional e energético, trazendo equilíbrio através do resgate de energias que ficaram presas em dores e traumas. Leitura de tarô. Informações e agendamentos pelo telefone e WhatsApp (31) 98597-8885.

Tarô dos anjos – A terapeuta holística e homeopata Rose Ferraz está com agenda aberta para previsões analíticas baseadas em radiônica de tarô dos anjos, energia crística, cristais mind control e intuição divina. Informações e agendamentos: (31) 98923-9433. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade