Publicidade

Estado de Minas arte final

Goleada do SBT/Alterosa na final do Carioca


19/07/2020 04:00

Peça promocional usada pelo EM para divulgação da volta do SBT às transmissãoes do futebol(foto: Divulgação)
Peça promocional usada pelo EM para divulgação da volta do SBT às transmissãoes do futebol (foto: Divulgação)

 
Para os torcedores de Flamengo e Fluminense, o que mais importava era o resultado em campo, que valeu o título do Campeonato Carioca. Para o restante dos fãs de futebol pelo país, nem tanto assim. Além do caneco em disputa entre as quatro linhas, a decisão carioca foi um novo marco para as transmissões do esporte mais querido dos brasileiros. Após 17 anos sem transmitir futebol de clubes do eixo Rio-São Paulo, o SBT/Alterosa retornou em alto estilo. A emissora negociou com o Flamengo - mandante da partida - a exibição da segunda partida da decisão do Campeonato Carioca, contra o Fluminense, provocando uma agitação nacional. Muitos torcedores pareciam festejar muito mais o fato do SBT/Alterosa retornar a transmitir o futebol com exclusividade, do que propriamente a possibilidade de assistirem ao jogo final entre dois clubes tradicionais em TV aberta neste período de pandemia. 
 
A mudança de emissora na transmissão mexeu como mercado publicitário. Foram negociadas cinco cotas publicitárias, para as marcas Havan, PicPay, Hypera Pharma (Miorrelax), Ambev (cerveja Brahma Duplo Malte) e Unilever (shampoo Clear), abrindo-se depois negociação com a Estácio. Cada cota teria sido negociada por R$7,9 milhões (na tabela), com meta de faturamento de R$40 milhões (valores não foram confirmados pela emissora). E cada afiliada deve a liberdade de negociar uma cota, com a TV Alterosa fechando com o Minas Cap. 

MOVIMENTAÇÃO NAS REDES O fato de ter quebrado a hegemonia na transmissão do futebol no país, colocou o SBT entre os assuntos mais comentados da semana. A emissora dividiu com os dois times as atenções nas redes sociais. Inúmeros memes foram criados pelos internautas envolvendo profissionais e personagens da emissora, incluindo o fundador Sílvio Santos, e deram um tom bem-humorado ao "esquenta" do famoso FlaFlu. E, depois do clássico, o assunto continuou rendendo visualizações para a marca, com muitos torcedores valorizando o feito. Em todos os programas esportivos e em outros especializados em TV, o retorno do SBT ao futebol foi assunto exaustivamente debatido. 
 
A narração da partida foi do experiente jornalista Téo José e teve comentários dos ex-jogadores Carlos Alberto e Athirson, com participações especiais dos ex-ídolos flamenguistas Zico e tricolor Rivellino. 

MEDIDA PROVISÓRIA O retorno do futebol carioca à tela do SBT/Alterosa tornou-se possível após uma série de reviravoltas que vem acontecendo no âmbito dos direitos de transmissão de TV. Em 18 de junho, o presidente Jair Bolsonaro publicou Medida Provisória que altera a Lei Pelé, responsável pelas regras dos direitos de transmissão de futebol na TV. Antes, para exibir uma partida, era necessária a concordância dos dois times envolvidos. Com a nova MP, o direito passou a ser exclusivo do mandante da partida.
 
Essa mudança aconteceu justamente na retomada do Campeonato Carioca, após quase quatro meses de interrupção pela pandemia Covid-19. Como era o único clube, entre os disputantes do torneio estadual, a não ter firmado contrato com a Globo em 2020, o Flamengo aproveitou para negociar os direitos de seus jogos restantes no campeonato de forma independente. Assim que o Flamengo começou a negociar os direitos de transmissão de suas partidas, a Globo recorreu à justiça alegando que, por ter o contrato assinado com as demais equipes participantes - e pelo fato de esse contrato ter sido assinado antes da publicação da MP - seus direitos deveriam ser cumpridos. O jogo do Flamengo contra o Boavista foi transmitido pela TV Fla, o que levou a Globo a rescindir o contrato com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, abrindo mão de transmitir as partidas restantes do campeonato Carioca. 

RECORDES Após o jogo do Flamengo e Boa Vista, que quebrou recordes de acessos simultâneos na Fla TV, o Fluminense bateu um novo marco na semana passada, ao derrotar o rubro-negro, nos pênaltis, na final da Taça Rio. A live do jogo alcançou 3,597 milhões de acessos simultâneos, angariando o título de evento ao vivo mais visto da história do YouTube no mundo. 
Por toda a agitação durante a semana, o torcedor aprovou a mudança, e cresce a expectativa de mais jogos no SBT/Alterosa daqui frente. Outros clubes estudam a possibilidade de negociar com o canal do Sílvio Santos a transmissão de seus jogos. Enfim, está de volta da liberdade nas transmissões que clubes e, principalmente, torcedores tanto cobravam no futebol brasileiro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade