Publicidade

Estado de Minas ARTE FINAL

Mercado exige e Conselho Empresarial de Comunicação retorna revitalizado


postado em 15/09/2019 04:00

Helinho Faria destaca ações para a retomada de crescimento do mercado(foto: Tonnys/FAZCOM/Divulgação )
Helinho Faria destaca ações para a retomada de crescimento do mercado (foto: Tonnys/FAZCOM/Divulgação )
 
 
O Conselho Empresarial de Comunicação da Associação Comercial de Minas (ACMinas), depois de um período sabático, onde ganhou oxigenação e ampliou sua integração com a cadeia produtiva da comunicação, está de volta ao mercado. A instituição é presidida pelo publicitário Hélio Faria e tem como vice Eduardo Mineiro. O conselho é composto pelas principais lideranças da comunicação mineira, entre elas o diretor-executivo dos Diários Associados, Geraldo Teixeira da Costa Neto, e o publicitário Mário Neves, diretor de Comercialização e Marketing dos Diários Associados.

PILARES "O Conselho Empresarial de Comunicação, na verdade, retorna por uma exigência do mercado. Muitas demandas reprimidas, o cliente e seu negócio carecendo de uma atenção, de um mergulho maior na empresa. E o conselho tem também, entre seus principais objetivos, de suprir os anseios dessa importante cadeia produtiva, o aglomerado da comunicação mineira. O órgão se apoia em três pilares essenciais: criar pró-atividade no mercado, visando novos negócios; fortalecer e estabelecer metas para alcançar os objetivos propostos, e a retomada de crescimento e reposicionamento perante o mercado nacional", afirma Hélio Faria.
 
O publicitário enfatiza que agora, mais do que nunca, "é o momento de todos os players do mercado unirem suas forças, experiências e diferenciais, para montar um megaportfólio, refletindo fielmente a criatividade de nossa comunicação. Agências, veículos, fornecedores do segmento, entidades de classe, como a ACMinas, e o próprio governo estadual, por meio do subsecretário de Comunicação Roberto Bastianetto, estão de braços dados, nesse mutirão pela otimização e pleno desenvolvimento do mercado", frisa Faria.
 
"E qual nosso primeiro desafio? Um monitoramento permanente do mercado, com a realização de pesquisas em toda a cadeia produtiva, para termos um retrato fiel da realidade mercadológica. Outra proposta significativa é a qualificação profissional. Por meio de recursos dos próprios parceiros, iremos operacionalizar a oferta de cursos modernos, inovadores, acompanhando as exigências do mercado. O importante é que todos estão unidos, todos querem o mesmo objetivo, todos de mangas arregaçadas para este trabalho".

REESTRUTURAÇÃO O presidente da ACMinas, Aguinaldo Diniz Filho, anuncia que não medirá esforços para que o Conselho de Comunicação atinja plenamente seus objetivos. "Me empenharei pessoalmente, estarei integrado com todos os demais parceiros, para juntos viabilizarmos o pleno e total  desenvolvimento da cadeia produtiva das empresas de comunicação de Minas", promete.
Marcos Bafman, vice-presidente da ACMinas e coordenador dos Conselhos Empresariais da entidade, revela que a Associação tem hoje 19 conselhos em atividade, e eles têm um papel muito importante: "Possuem uma seleção de craques, liderados por grandes nomes, e um deles é o Hélio Faria, que trouxe para esta mesa uma grande representatividade".
 
O publicitário André Lacerda, presidente do Sinapro-MG, agradeceu a oportunidade de participar do encontro realizado no início do mês, na sede da ACMinas. Ele falou sobre a importância que o segmento da propaganda representa para as empresas e para as economias mineira e nacional. "A publicidade sustenta diversos setores econômicos relacionados direta e indiretamente com o negócio da comunicação e contribui para a geração de milhares de empregos", destaca.
 
Representando os veículos no recente encontro que reativou o Conselho de Comunicação, Mário Neves, diretor de Comercialização e Marketing dos Diários Associados, destacou que o conselho é indispensável para que a comunicação mineira e sua criatividade se projetem ainda mais no cenário nacional.


Publicidade