Publicidade

Estado de Minas QUÍMICA

Os perigos e benefícios do uso dos polímeros

Entenda porque essas substâncias são tão utilizadas no dia a dia.


postado em 26/03/2019 17:40 / atualizado em 08/04/2019 18:40

Famoso por ser utilizado nos coletes à prova de bala, o Kevlar é uma fibra sintética muito resistente e leve. Trata-se de um polímero resistente ao calor e cinco vezes mais forte que o aço por unidade peso. Criado pela cientista americana Stephanie Kwolek, em 1964, o Kvelar é tão forte que foi utilizado em abrigos antibombas durante a guerra fria. Mas você sabe o que são os polímeros e suas aplicações no dia a dia?

A cientista Stephanie Kwolek criou em 1964 o kevlar, material cinco vezes mais forte que o aço. (foto: Science History Institute, CC BY-SA 3.0)
A cientista Stephanie Kwolek criou em 1964 o kevlar, material cinco vezes mais forte que o aço. (foto: Science History Institute, CC BY-SA 3.0)

Polímeros são macromoléculas formadas a partir de unidades estruturais menores (os monômeros). Os monômeros são moléculas de baixa massa molecular os quais, a partir das reações de polimerização, vêm a gerar a macromolécula polimérica. As unidades repetitivas, chamadas de mero, são originadas da estrutura do monômero. O número de unidades estruturais repetidas, ou seja, o número de meros que podem se verificar na estrutura de uma macromolécula, é chamado grau de polimerização. Em geral, os polímeros contêm os mesmos elementos nas mesmas proporções relativas que seus monômeros, mas em maior quantidade absoluta.Existem polímeros naturais e sintéticos. O corpo humano é composto de diversos polímeros naturais, como por exemplo, as proteínas e polissacarídeos. A borracha natural é proveniente do látex, obtido da seiva da árvore Seringueira.

A maioria dos plásticos utilizados pelo homem são polímeros. Inclusive,  devido a durabilidade do material, aliada a resistência, os polímeros podem causar danos ao meio ambiente se não forem reciclados corretamente. Para ser uma ideia, uma garrafa PET (utilizada para armazenar refrigerantes), pode demorar até 400 anos para se decompor na natureza.


Tipos de Polímeros e suas Aplicações

1. Polímeros termoplásticos

PC - Policarbonato
Aplicações: Cd´s, garrafas, recipientes para filtros, componentes de interiores de aviões, coberturas translúcidas, divisórias e vitrines.

 

PU – Poliuretano
Aplicações: Esquadrias, chapas, revestimentos, molduras, filmes, estofamento de automóveis, em móveis, isolamento térmico em roupas impermeáveis, isolamento em refrigeradores industriais e domésticos, polias e correias.

PVC - Policloreto de vinilo ou cloreto de polivinila
Aplicações: Telhas translúcidas, portas sanfonadas, divisórias, persianas, perfis, tubos e conexões para água, esgoto e ventilação, esquadrias, molduras para teto e parede.

PS - Poliestireno
Aplicações: Grades de ar condicionado, gaiútas de barcos (imitação de vidro), peças de máquinas e de automóveis, fabricação de gavetas de geladeira, brinquedos, isolante térmico, matéria prima do isopor.

PP - Polipropileno
Aplicações: brinquedos, recipientes para alimentos, remédios, produtos químicos, carcaças para eletrodomésticos, fibras, sacarias, filmes orientados, tubos para cargas de canetas esferográficas, carpetes, seringas de injeção, material hospitalar esterilizável, autopeças (pára-choques, pedais, carcaças de baterias, lanternas, ventoinhas, ventiladores, peças diversas no habitáculo), peças para máquinas de lavar.

Polietileno Tereftalato (PET)
Aplicações: Embalagens para bebidas, refrigerantes, água mineral, alimentos, produtos de limpeza, condimentos; reciclado, presta-se a inúmeras finalidades: tecidos, fios, sacarias, vassouras.

Apesar dos inúmeros benefícios, a resistência dos polímeros em decompor na natureza podem ser um risco ao meio ambiente.(foto: Freepik)
Apesar dos inúmeros benefícios, a resistência dos polímeros em decompor na natureza podem ser um risco ao meio ambiente. (foto: Freepik)

Plexiglas - conhecido como vidro plástico.

2. Polímeros termorrígidos

  • Baquelite: usada em tomadas, telefones antigos e no embutimento de amostras metalográficas.
  • Epóxis: usado na Indústria química, Indústria elétrica e tecnológica, Industria aeronáutica, Industria da construção civil e Pintura de pisos.
  • Poliéster: usado em carrocerias, caixas d'água, piscinas, dentre outros, na forma de plástico reforçado (fiberglass).


3. Elastômeros (borrachas)


Aplicações: pneus, câmaras de ar, vedações, mangueiras de borracha.


Artigo do Percurso Pré-Vestibular e Enem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade