Publicidade

Estado de Minas COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

Uma ideia com potencial de transformação vale prêmio no Falling Walls LAB

A seleção está aberta até 7 de agosto e terá etapas classificatórias em Fortaleza e em BH


postado em 29/07/2019 15:13 / atualizado em 30/07/2019 14:13

Márcio Weichert, coordenador do Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (foto: DWIH/Divulgação)
Márcio Weichert, coordenador do Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (foto: DWIH/Divulgação)



A seleção 2019 está aberta até 7 de agosto e terá etapas classificatórias em Fortaleza, Ceará (em 20 de setembro), e em BH (em 23). Os autores das ideias com potencial mais transformador, que ganharem cada uma das etapas, participarão da final mundial na Alemanha e terão a chance de apresentar seus projetos em uma conferência que reunirá lideranças globais e cientistas renomados de todo o mundo. Além disso, terão a oportunidade de visitar instituições de pesquisa em Berlim e mais um destino na União Europeia.

“O objetivo é encontrar e divulgar achados científicos com potencial de transformar o mundo, assim como a queda do muro transformou. A fundação busca jovens pesquisadores capazes de quebrar os muros da ciência, transformar a sociedade e o mundo como um todo. Não se limitar a passar no vestibular ou fazer carreira, instigar a ter curiosidade e vontade de querer transformar o mundo”, explica Marcio Weichert, coordenador do Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH), que promove a etapa mineira do Falling Walls, em parceria com o Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e outras entidades e instituições.

Uma vez selecionado, o participante do Falling Walls apresenta o projeto durante três minutos, em inglês, diante de uma plateia internacional. Márcio Weichert lembra que o Brasil concorre com cerca de 100 projetos anualmente, o maior número de competidores das Américas. Afirma que a maior parte vem de universidades públicas, “que concentram 99% das pesquisas no país”, o que evidencia o grande potencial dos estudantes brasileiros. “Queremos mostrar aos jovens que também é possível se lançar no objetivo de descobrir soluções para melhorar nosso mundo, a vida das pessoas.”

ACREDITAR

Num spoiler, Weichert diz que a Falling Walls espera para 2019 receber projetos de qualidade. Destaca que as áreas de meio ambiente, saúde e aquelas voltadas à melhora da qualidade de vidas das pessoas tendem a ter mais impacto na apresentação em Berlim, em novembro. “A pesquisa brasileira goza de excelente reputação no exterior. Esses jovens pesquisadores precisam ter coragem de comunicar seus trabalhos de pesquisa e a capacidade de enxergá-los como algo transformador. Falar sobre para o mundo pode significar não só uma ajuda para desenvolver o projeto e impulsionar a própria carreira, como para projetar a ciência como um todo, com reflexos para a economia do país.

Falling Walls Lab
Como participar?

Basta ter uma ideia, uma pesquisa, uma proposta de inovação ou um projeto de empreendedorismo com potencial de relevante transformação, submetendo-o 
on-line ao endereço https://www.falling-walls.com/lab/apply (opções South America – Belo Horizonte ou Fortaleza). Veja os critérios para participação em https://
www.falling-walls.com/lab/faq/faq1

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade