Publicidade

Estado de Minas

Estudantes com nota máxima lançam cartilha para ajudar candidatos

Documento, que já está disponível, reúne 33 das 55 redações com a nota máxima no último exame


postado em 28/03/2019 13:18 / atualizado em 27/03/2019 18:00

O texto nota 1000 da estudante brasiliense Iohama também consta na cartilha(foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press )
O texto nota 1000 da estudante brasiliense Iohama também consta na cartilha (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press )

Tirar nota 1000 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode ser um grande sonho para muitos. Mas aqueles que conseguiram o feito garantem que qualquer um pode alcançar.

Para ajudar quem busca a tão almejada nota ou pelo menos quer se destacar na prova, 31 jovens que conseguiram o feito no ano passado se reuniram e resolveram lançar uma cartilha com os textos gabaritados. A Redação a Mil já está disponível na internet, de forma gratuita.

Em 2018, somente 55 pessoas em todo o Brasil tiraram 1000 na redação. O número, apesar de maior do que de 2017, quando 53 estudantes alcançaram a proeza, ainda contrasta com os que zeraram a prova: 112.559. O tema da redação foi "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet". 

O autor da iniciativa, Lucas Felpi, 17 anos, conta que a ideia surgiu por perceber que uma atitude simples poderia ajudar muitos estudantes. “Quando eu recebi o resultado e acompanhei a repercussão na mídia, percebi  a quantidade de estudantes eu poderia ajudar”, recorda. Foi então que o jovem criou um canal no Youtube, com o mesmo nome dele, para dar dicas a quem tivesse interesse. “Depois pensei que, em vez de cada um fazer um pouquinho sozinho, seríamos capazes de fazer muito mais juntos." 
Lucas tirou nota máxima na redação. Na prova dele, citou referências como filmes e livros(foto: Arquivo pessoal )
Lucas tirou nota máxima na redação. Na prova dele, citou referências como filmes e livros (foto: Arquivo pessoal )

A partir daí, Lucas fez contato com outros estudantes que obtiveram a mesma nota. “Nós compartilhamos experiências e surgiu o projeto da cartilha”, explica. 

Para o jovem, a cartilha poderá auxiliar quem está se preparando para o Enem. “Queremos inspirar outros alunos e de alguma forma contribuir para a democratização da educação”, ressalta o estudante que está se preparando para estudar ciência da computação nos Estados Unidos.  “Acho que esse material vai servir de exemplo e desmitificar a imagem de uma redação nota 1000. Somos pessoas comuns, temos uma vida social e estudamos muito, mas qualquer um, com esforço, consegue. Eu aprendi muito lendo as outras redações, palavras novas, referências e estruturas de textos diferentes”, completa.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o perfil médio dos estudantes que gabaritaram a produção textual é do gênero feminino, com 18 anos de idade e oriundo de Minas Gerais ou do Rio de Janeiro. Dos 55 alunos com produção textual nota mil, 42 eram mulheres, totalizando 76% dos casos, e 13 eram homens. 

Em Brasília, somente três estudantes conquistaram a nota. Duas delas estão participando do projeto
. A brasiliense Iohana Freitas, 18 anos, diz que adorou a iniciativa. “Eu acho muito importante. A redação é muito complexa, ela tem toda uma estrutura, quando você se familiariza com o modelo, isso te ajuda bastante”, diz. A estudante, que agora mora no Rio Grande do Sul, onde cursa medicina, acredita no potencial do projeto para fazer mais pessoas realizarem o mesmo sonho dela. “O ambiente universitário é muito legal, você tem contato com todo tipo de gente. Eu estou gostando cada vez mais”, garante. 

O Enem deste ano, já tem data para ocorrer, será em 3 e 10 de novembro. As inscrições poderão ser feitas entre 6 e 17 de maio

Para fazer o dowanload da cartilha, clique aqui 


* Estagiária sob supervisão de Ana Sá
 
 


Publicidade