Publicidade

Estado de Minas

Modalidade EJA recebe 3,5 milhões de matrículas em 2018

Número representa queda de 1,5% em relação ao número de matriculados em 2017


postado em 20/02/2019 12:04

Modalidade EJA recebe 3,5 milhões de matrículas em 2018(foto: Educa Mais Brasil)
Modalidade EJA recebe 3,5 milhões de matrículas em 2018 (foto: Educa Mais Brasil)

Em 2018, houve 3,5 milhões de matrículas na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA). O número representa uma queda de 1,5% em relação a 2017, quando houve 3.598.716 matriculados. Em comparação a 2014, o quantitativo foi ainda menor e caiu 2,6%. Os dados são Censo Escolar 2018, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


Destinada às pessoas que não finalizaram os estudos no tempo regular ou não tiveram educação na idade adequada, a Educação de Jovens e Adultos é uma das modalidades da educação básica. Para fazer o EJA Ensino Fundamental é preciso ter a partir de 15 anos e, no caso do EJA Ensino Médio, a partir de 18 anos.


Em 2018, cerca de 3,32 milhões de todos os matriculados estavam alocados na rede pública de ensino sendo a estadual responsável por 1,9 milhão. Na rede privada, houve 221.632 matrículas. Parte delas foi possível por meio de bolsas de estudo de programas educacionais com abrangência nacional. 


O Educa Mais Brasil oferece cursos na modalidade EJA com até 70% de desconto na mensalidade dos cursos para o Ensino Fundamental e o Ensino Médio. Todos os cursos e instituições parceiras são informados na página do Educa. Basta colocar os filtros de localização (município e estado) e o nível de educacional desejado para ver as oportunidades.


Com mais de 15 anos de atuação no Brasil, o Educa Mais já trouxe benefícios para mais de 900 mil estudantes brasileiros. Devido à atuação em todos os níveis educacionais, são mais de 700 mil bolsas de estudo disponíveis para o primeiro semestre de 2019. As matrículas estão abertas até 31 de março de 2019. 


Matrículas na Educação Básica


No ano de 2018, foram registradas 48,5 milhões de matrículas em 181,9 mil escolas de educação básica em funcionamento no país. Em um comparativo com os dados de 2014, apresentados pelo Censo, houve 1,3 milhão de matrículas a menos em 2018, representando uma queda de 2,6% no quantitativo total.


Publicidade