Publicidade

Estado de Minas

Goleiro Bruno poderá fazer estreia em time da terceira divisão de Minas

Juiz autorizou a participação do atleta em um amistoso pelo Poços de Caldas


postado em 02/10/2019 17:02 / atualizado em 02/10/2019 17:12

Goleiro vai defender as cores do Poços de Caldas(foto: Divulgação/Poços de Caldas)
Goleiro vai defender as cores do Poços de Caldas (foto: Divulgação/Poços de Caldas)

O goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza já tem data para voltar aos gramados. O Juiz Tarciso Moreira de Souza, da Vara de Execuções Penais de Varginha, autorizou que o atleta participe do amistoso do Poços de Caldas no próximo sábado. Bruno, que cumpres prisão em regime semiaberto, sob a modalidade domiciliar, poderá sair às 6h de casa e retornar,  em caráter excepcional, às 21h.

O Poços de Caldas anunciou Bruno Fernandes como reforço em 27 de agosto. O acerto já estava apalavrado desde o dia 13 do mesmo mês, mas o goleiro aguardava liberação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).  Na decisão, divulgada nesta quarta-feira, o juiz levou em conta o parecer favorável do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) sobre o pedido da defesa do atleta.

Em 6 de setembro, o goleiro mandou um recado para os torcedores da equipe do Sul de Minas por meio de um vídeo postado nas redes sociais do clube. “Alô, galera do Vulcão (como é conhecido o Poços de Caldas)! Tô (sic) aqui na academia me preparando com o preparador físico Will e em breve estarei com vocês”, disse

Semiaberto


Bruno foi condenado a 20 anos de prisão pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio, com quem havia tido um caso extraconjugal. O ex-goleiro já cumpriu mais de nove anos, o que corresponde a aproximadamente 44% de sua pena. Em 18 de julho deste ano, a Justiça concedeu progressão de pena e ele teve direito ao regime semiaberto. Uma das exigências do juiz Tarciso Moreira de Souza, inclusive, era que o goleiro trabalhasse.

Segundo a decisão judicial que o concedeu o regime semiaberto, Bruno deve ficar em casa no período entre 20h e 6h. A decisão anulou a falta grave cometida pelo réu, aplicada devido à matéria publicada pela TV Alterosa Sul de Minas. Nela, o ex-jogador do Atlético é flagrado em um bar na companhia de mulheres e com uma lata de cerveja em cima da mesa. Ainda de acordo com o documento, Bruno “satisfaz as exigências subjetivas e objetivas para a concessão da progressão de regime para o semiaberto”.


Publicidade