Publicidade

Estado de Minas

Ex-advogado de Macarrão é detido em Contagem

De acordo com a PM, Wasley Vasconcelos tinha um mandado de prisão em aberto. Ele foi condenado por tráfico em 2015


postado em 04/07/2019 10:44 / atualizado em 04/07/2019 13:14

Wasley Vasconcelos defendeu Macarrão por um período do processo pelo desaparecimento e morte de Eliza Samudio(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 21/11/2012)
Wasley Vasconcelos defendeu Macarrão por um período do processo pelo desaparecimento e morte de Eliza Samudio (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 21/11/2012)


O advogado Wasley César de Vasconcelos, que atuou na defesa de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, que cumpre pena pelo homicídio da modelo Eliza Samúdio, além de cárcere privado dela e do filho, foi detido por policiais militares na noite dessa quarta-feira em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), Vasconcelos tinha um mandado de prisão em aberto. Militares do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) receberam a denúncia de que ele estaria na região e começaram a patrulhar o local. 

O advogado foi abordado pouco antes das 20h30 em uma rua do Bairro São Joaquim. Segundo a PM, consta no boletim de ocorrência que ele se apresentou como advogado e apresentou a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG). Ao consultar o prontuário, os policiais constataram a existência do mandado e foi dada voz de prisão. 

Ele foi levado para uma delegacia de plantão da cidade. Na manhã desta quinta-feira, a Secretaria de Administração Prisional (Seap) informou que ele ainda não havia dado entrada em nenhuma unidade administrada pelo governo. Até a publicação desta matéria, a defesa do advogado não havia sido localizada para comentar a prisão. 

RELEMBRE Em 2014, Wasley César de Vasconcelos foi detido suspeito de tráfico interestadual de drogas. Ele foi abordado em um carrro durante uma operação conjunta das polícias Federal e Militar na MG-050, em Capitólio, Centro-Oeste de Minas. Na época, a assessoria de imprensa da Polícia Federal (PF) informou que foram apreendidos cerca de 200 quilos de maconha e outras três pessoas foram presas. 

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) informou que o processo pelo qual Wasley Vasconcelos foi preso tramita na 1ª Vara Criminal da Comarca de Divinópolis. Em 13 de fevereiro de 2015, ele foi condenado a 11 anos, oito meses e 20 dias de prisão em regime fechado por tráfico de drogas. 

“Contra ela, foram interpostos recursos por parte da defesa de Wasley e também por parte do Ministério Público. A decisão da apelação criminal, de 20 de abril de 2017, modificou a pena, fixando-a em 13 anos, 3 meses e 20 dias de reclusão, em regime fechado”, informou o Tribunal de Justiça. Foram interpostos outros recursos, mas a pena não foi modificada. “Há novos embargos de declaração interpostos, mas ainda não julgados. Estão conclusos à relatoria desde 10 de junho deste ano.Foi expedido mandado de prisão contra o réu em 20 de maio de 2019”, detalhou o órgão. 


Publicidade