Publicidade

Estado de Minas

Conheça o álbum A hard day's night (1964)


postado em 01/11/2012 08:05 / atualizado em 07/11/2012 08:35

Beatles participando do programa Ed Sullivan Show(foto: AP Photo)
Beatles participando do programa Ed Sullivan Show (foto: AP Photo)

Com A hard day's night a banda alcançou outro patamar nas composições. Lançado em 10 de julho de 1964 na Inglaterra, o lado A do vinil continha as músicas que entraram no filme de mesmo nome, lançado no país poucos dias antes. O filme, dirigido por Richard Lester, foi sucesso de público e crítica, retratando fielmente a febre da “Beatlemania” da época.

O progresso nas composições do grupo ficou nítido em relação aos dois álbuns anteriores, com canções belas e de fácil assimilação. Foi o primeiro álbum com todas as canções sendo assinadas por John Lennon e Paul McCartney. Os grandes destaques do álbum são A hard days night, I should have known better, Can't buy me love e as impecáveis baladas If I fell e And I love her. De acordo com o livro The Beatles – A história por trás de todas as canções, de Steven Turner, John Lennon afirmou que “And I love her foi a primeira Yesterday de McCartney". Já Paul disse que "foi a primeira música que ele mesmo se sentiu realmente orgulhoso”. O trabalho ainda apresenta a animada Tell me why (com ênfase nos falsetes), a sóbria Things we said today e o primeiro flerte do grupo com o country, na faixa I'll cry instead. O álbum foi gravado entre janeiro e junho do mesmo ano, nos intervalos dos shows e turnês da banda. Inclusive foi neste período que o grupo desembarcou pela primeira vez nos Estados Unidos, coincidindo com a primeira música que chegou ao número 1 do país (I want to hold your hand). A banda desembarcou dia 7 de fevereiro, no aeroporto John F. Kennedy, na famosa cena onde milhares de fãs os aguardavam. A banda se apresentou duas vezes no famoso programa Ed Sullivan Show. A primeira aparição foi para cerca de 73 milhões de telespectadores, sendo a maior audiência da história da TV norte-americana até então. Dia 22 de fevereiro, a banda retorna a Londres, sendo aguardada por 10 mil fãs no aeroporto de Heathrow. Em agosto, o grupo retorna aos EUA para promover o álbum, com 30 shows em 32 dias, por 23 cidades. De acordo com entrevistas dos próprios integrantes, a histeria dos fãs era tão intensa que era absolutamente impossível que o público escutasse a música da banda, tamanho o barulho que o plateia produzia. Após o show de Nova York, a banda foi apresentada ao ídolo Bob Dylan. Tal encontrou significou uma perceptível mudança no grupo, que ficou latente nos anos seguintes. Além de apresentar aos ingleses a maconha, Dylan, que na época já tinha lançado quatro álbuns, era considerado um dos grandes nomes da música norte-americana pela sua música, letras e ideias. Sem dúvida, o encontro com Dylan foi um alicerce no amadurecimento musical dos Beatles, sendo um divisor de águas da fase inicial, com canções simples, alegres e focada em relacionamentos e a posterior, muito mais instigante e questionadora. Paul McCartney, no documentário Anthology, explica este sentimento. “Acho que encontrei o sentido da vida quando encontrei Dylan naquela noite”. Em novembro, o grupo soltou o single I feel fine / She's a woman, tirando os Rolling Stones (com Little red rooster) do primeiro lugar e ficando lá por mais cinco semanas.

 

Assista ao videoclipe da música If I fell, retirada do filme A hard day's night:

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade