Publicidade

Estado de Minas

O que vai cair na prova do concurso da Polícia Federal 2021?

Confira as etapas de avaliação, o quê será cobrado e o cronograma da super seleção


15/01/2021 10:15

O edital do concurso público da Polícia Federal (PF) foi lançado nesta sexta-feira (15/1) após muita expectativa. O documento - que oferece 1.500 vagas para escrivães, agentes, delegados e papiloscopistas -, é bastante extenso e por isso destacamos abaixo os prinicpias pontos para ajudar os concurseiros a programar melhor suas estratégias de estudo. Confira as etapas de avaliação, o quê será cobrado e o cronograma da super seleção. Para mais informações além dessas clique aqui: Polícia Federal lança edital de concurso público com 1.500 vagas 

Prova concurso PF 2021 

Candidatos aos postos de agente, papiloscopista e escrivão terão a prova objetiva dividia em três blocos: um com 60 questões, outro com 36 e outro com 24. Haverá ainda texto dissertativo de até 30 linhas. Candidatos a escrivão ainda terão prova prática de digitação. 

Já os candidatos a delegado terão 120 questões para responder na prova objetiva, três questões dissertativas, prova oral e de títulos. Todos ainda serão submetidos a exame de aptidão física, avaliação médica e psicológica, além do curso de formação. 

De acordo com o edital, a prova objetiva e a prova discursiva, exceto para o cargo de delegado, terão a duração de 4 horas e 30 minutos e serão aplicadas dia 21 de março, observado o horário de Brasília/DF, no turno da tarde. 

Para o cargo de delegado, a prova objetiva terá a duração de 3 horas e 30 minutos e será aplicada namesma data, tambérm observado o horário de Brasília/DF, no turno da manhã. A prova discursiva terá a duração de 5 horas e será aplicada na mesma data, à tarde. 

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 120 pontos e será constituída de itens para julgamento, agrupados por comandos que deverão ser respeitados. O julgamento de cada item será CERTO ou ERRADO, de acordo com o(s) comando(s) a que se refere o item. 

A nota em cada item da prova objetiva, feita com base nas marcações da folha de respostas, será igual a 1 ponto, caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial definitivo da prova; 1 ponto negativo, caso a resposta do candidato esteja em discordância com o gabarito oficial definitivo da prova; 0 caso não haja marcação ou haja marcação dupla (C e E).

A nota em cada prova objetiva será igual à soma das notas obtidas em todos os itens que a compõem.

Será reprovado na prova objetiva e eliminado do concurso público o candidato ao cargo de Delegado que obtiver nota inferior a 48,00 pontos na prova objetiva (P1).

Será reprovado na prova objetiva e eliminado do concurso público o candidato aos cargos de Agente, Escrivão e Papiloscopista que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir: 

a) obtiver nota inferior a 6 pontos no bloco I da prova objetiva (P1);

b) obtiver nota inferior a 3 pontos no bloco II da prova objetiva (P1);

c) obtiver nota inferior a 2 pontos no bloco III da prova objetiva (P1);

d) obtiver nota inferior a 48 pontos no conjunto dos três blocos da prova objetiva.

Conteúdo programático 

Delgados: direitos administrativo, constitucional, civil, processual civil, empresarial, internacional público e cooperação internacional, penal e processual penal, previdenciário, financeiro e tributário, e criminologia. 

Agentes - Bloco I: português, noções de direitos administrativo, constitucional, penal e processual penal, legislação especial, estatística, raciocínio lógico. Bloco II: informática. Bloco III: contabilidade geral. 

Escrivães - Bloco I: português, noções de direitos administrativo, constitucional, penal processual penal, legislação especial, estatística, raciocínio lógico. Bloco II: informática. Bloco III: contabilidade geral e arquivologia. 

Papiloscopistas - Bloco I: ortuguês, noções de direitos administrativo, constitucional, penal processual penal, legislação especial, estatística, raciocínio lógico. Bloco II: informática. Bloco III: biologia, química, física. 

Provas discursivas 

Para o cargo de Delegado, a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, abordará os objetos de avaliação de Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal, terá valor máximo de 24 pontos e será composta de duas partes:

a) três questões dissertativas, de até 30 linhas cada, com valor máximo de 4,00 pontos cada uma; e

b) elaboração de uma peça profissional, de até 90 linhas, com valor máximo de 12,00 pontos.

Para os demais cargos, a prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, valerá 13 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, com base em tema formulado pela banca examinadora. 

Exames de aptidão física 

O candidato será considerado apto no exame de aptidão física se, submetido a todos os testes, obtiver o desempenho mínimo de 2 pontos em cada teste e o somatório mínimo de 10 pontos no conjunto dos testes. 

O exame será composto de: 

I - teste em barra fixa;

II - teste de impulsão horizontal;

III - teste de natação (50 metros); e

IV - teste de corrida de 12 minutos. 

Avaliação psicológica 

Visa verificar:

a) capacidade de concentração e atenção;

b) capacidade de memória;

c) tipos de raciocínio; e 

d) características de personalidade como: controle emocional, relacionamento interpessoal, extroversão, altruísmo, assertividade, disciplina, ordem, dinamismo e persistência. 

A avaliação psicológica será realizada em dois momentos: 

a) primeiro: realizado ao final da primeira etapa do concurso público, com aplicação de um conjunto reduzido de testes psicológicos, sem caráter eliminatório, para iniciar o processo de avaliação contínua, e incluirá a emissão de laudo psicológico com critérios e percentis que serão utilizados posteriormente em análise conjunta com os dados coletados no segundo momento; e

b) segundo: realizado durante a segunda etapa, no Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório, contemplando a aplicação, correção e análise dos resultados dos seguintes instrumentos: testes psicológicos (escalas, inventários, questionários e métodos projetivos/expressivos); entrevistas psicológicas semiestruturadas; registro de observação de comportamentos individuais em aulas operacionais e por meio de processo grupal.

Investigação social 

A investigação social, de caráter unicamente eliminatório, será realizada pela Polícia Federal e visa avaliar o procedimento irrepreensível e a idoneidade moral inatacável dos candidatos nos concursos públicos para provimento de cargos policiais. 

Prova oral para delegados 

A prova oral, de caráter eliminatório e classificatório, valerá em seu conjunto 16 pontos e versará sobre as matérias de Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal. 

Será eliminado o candidato que obtiver nota na prova oral inferior a 8 pontos ou que não comparecer para a realização da prova. 

A prova oral terá duração de até 20 minutos, tempo em que o candidato deverá ler e responder às perguntas que lhe forem entregues por escrito, bem como responder às arguições da banca examinadora. Em hipótese alguma, o candidato poderá assistir à prova de outro candidato.

Prova prática para escrivães 

A prova prática de digitação terá a duração de 10 minutos, valerá 10 pontos e consistirá de digitação de um texto predefinido de aproximadamente dois mil caracteres, em computador compatível com IBM/PC. O candidato deverá estar apto a digitar em qualquer tipo de teclado. 

O candidato que não obtiver pelo menos cinco pontos na prova prática de digitação será considerado inapto e, consequentemente, eliminado do concurso, não tendo classificação alguma no certame. 

Prova de títulos para delegados 
Avaliação de títulos
Avaliação de títulos
A avaliação de títulos valerá 7 pontos. Não serão aceitos títulos encaminhados via postal, via fax, via correio eletrônico e(ou) via requerimento administrativo. 

Curso de formação 

Os candidatos aprovados na primeira etapa do concurso público, até o momento não eliminados na investigação social, que enviaram os documentos previstos no subitem 20.1.2 do edital e que não forem eliminados em razão do subitem 20.1.3, serão convocados para matrícula no Curso de Formação Profissional, segundo a ordem de classificação na primeira etapa do concurso público e dentro do número de vagas previsto neste edital, respeitada a reserva de vagas para os candidatos com deficiência e para os candidatos amparados pela Lei nº 12.990/2014.

A matrícula será efetuada presencialmente, na Academia Nacional de Polícia, em Brasília/DF. O curso terá caráter eliminatório. 

Curso de formação
Curso de formação
O curso será feito em tempo integral, com frequência obrigatória e dedicação exclusiva, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer Unidade da Federação, nos seguintes períodos prováveis:

a) Agente de Polícia Federal, primeira turma, de 9 de agosto de 2021 a 15 de outubro de 2021;

b) Agente de Polícia Federal, segunda turma, de 18 de outubro de 2021 a 24 de dezembro de 2021;

c) Delegado de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal, de 18 de outubro de 2021 a 24 de dezembro de 2021.

Ocorrendo a ampliação da capacidade da Academia Nacional de Polícia para matricular e formar alunos do decorrer do concurso público, poderá ser realizada apenas uma turma do Curso de Formação Profissional de Agente de Polícia Federal, no período provável de 9 de agosto de 2021 a 15 de outubro de 2021. 

O candidato que estiver frequentando o Curso de Formação Profissional não poderá participar de outras atividades presenciais e concomitantes, como graduação, especialização, mestrado, doutorado, curso de idiomas, entre outras, no período das 7 horas e 30 minutos de segunda-feira às 18 horas de sábado. 

Durante o Curso de Formação Profissional, o aluno regularmente matriculado dentro do número de vagas previsto neste edital fará jus a auxílio-financeiro, na forma da legislação vigente, no valor de 50% do subsídio da classe inicial do cargo, à época de sua realização, sobre o qual incidirão os descontos legais, ressalvado o direito de optar pela percepção do vencimento e das vantagens do cargo efetivo, em caso de ser servidor da Administração Pública Federal. 

O prazo de validade do concurso esgotar-se-á após seis meses, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, realizada após o encerramento dos Cursos de Formação Profissional, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. 

Principais datas do cronograma 

  • Inscrições: 22 de janeiro a 9 de fevereiro 

  • Último dia para pagamento da taxa de inscrição: 3 de março 

  • Edital com locais de prova: 11 de março 

  • Perovas objetivas e discursivas: 21 de março 

  • Gabaritos preliminares: 23 de março 

  • Recursos: 24 e 25 de março 

  • Resultado final na prova objetiva e resultado provisório nas discursivas: 9 de abril 

  • Resultado final nas provas discursivas e convocação para o teste de aptidão física: 27 de abril 

  • Aplicação do teste de aptidão física: 1 e 2 de maio 

  • Período para envio, viaupload, dos exames laboratoriais referentes à avaliação médica: 24 de maio a 6 de junho 

  • Realização da avaliação médica (presencial): 5 e 6 de junho 

  • Aplicação da prova oral: 7 e 8 de agosto 

  • Aplicação da prova prática de digitação : 8 de agosto 

  • Resultado final na primeira etapa do concurso e convocação para a matrícula no curso de formação profissional: 30 de setembro 

* As datas e os períodos estabelecidos no cronograma são passíveis de alteração. 

Confira todas as etapas do concurso no edital de abertura. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade