Publicidade

Estado de Minas EMPREGO

Cinco problemas causados por má gestão de conflitos nas empresas

Saber gerenciar os problemas inerentes ao universo do trabalho é fundamental para a sobrevivência de uma organização


postado em 01/04/2019 11:38 / atualizado em 01/04/2019 14:07

(foto: PublicDomainPictures/Pixabay)
(foto: PublicDomainPictures/Pixabay)


Em um ambiente profissional, pessoas com personalidades e experiências de vida distintas passam a maior parte do tempo juntas. Essas diferenças podem ser enriquecedoras, mas também podem provocar conflitos. Em certa medida, aliás, são até normais no ambiente de trabalho, mas apenas em certa medida. Quando extrapolam os limites do aceitável, tornam-se fontes de problemas.

Allessandra Canuto, especialista em gestão estratégica de conflitos e sócia da AlleaoLado, empresa focada em consultoria e coaching para empresas, afirma que "saber gerenciar os conflitos inerentes ao universo do trabalho é fundamental para a sobrevivência de uma empresa. Quando isso não ocorre, as companhias correm o risco de aumento de custos, perda de talentos e outros impactos negativos".

Confira cinco problemas decorrentes da má gestão de conflitos:

Alessandra Canuto, especialista em gestão estratégica de conflitos, diz que saber gerenciar os conflitos inerentes ao universo do trabalho é fundamental à sobrevivência da empresa(foto: Arquivo Pessoal)
Alessandra Canuto, especialista em gestão estratégica de conflitos, diz que saber gerenciar os conflitos inerentes ao universo do trabalho é fundamental à sobrevivência da empresa (foto: Arquivo Pessoal)


1 – Relacionamentos tóxicos

A ocorrência de conflitos ou ruídos em excesso deteriora a relação entre os colaboradores, fazendo com que, em alguns casos, se torne insustentável, com inúmeros desdobramentos: fofocas, agressividade, discussões ruidosas frequentes e muitos outros. Isso torna o ambiente profissional desagradável, o que inviabiliza a tarefa em equipe, com consequências devastadoras para toda a organização. Em uma empresa, embora desentendimentos e divergências possam ocorrer, todos precisam jogar no mesmo time. Sem o envolvimento de todos, não há como levar adiante um bom trabalho.

2 – Queda na produtividade

Um ambiente marcado pelo ruído se torna insuportável para os colaboradores. E pode trazer queda no desempenho e na qualidade do trabalho, com maior ocorrência de erros, menor atenção aos processos e menos comprometimento, o que interfere nos resultados da empresa. Quando a desmotivação se dissemina entre os funcionários, as consequências podem ser ainda piores.

3 – Fuga de talentos

A fuga é uma consequência direta dos cenários que descrevemos acima. A falta de habilidade para gerir conflitos leva à perda de talentos. Não mais encontrando um ambiente propício para se desenvolver, buscam condições melhores em outro lugar. O turnover elevado impacta financeiramente, com o pagamento de rescisões e outros encargos, além de comprometer o clima organizacional e até o relacionamento com fornecedores ou clientes.

4 – Processos judiciais

A ocorrência frequente de conflitos pode conduzir à prática de assédio moral ou até mesmo a sabotagem de um colaborador pelo outro, o que aumenta o risco de processos judiciais contra a empresa e seus gestores.

5 – Imagem maculada

Equipes em desarmonia podem prejudicar significativamente a imagem de uma companhia, pois disseminam seu descontentamento não apenas entre os colegas, mas também entre clientes, fornecedores e outros públicos de interesse. A empresa passa a ser vista perante o mercado como um ambiente desfavorável para trabalhar e fazer negócios.



Publicidade