UAI
Publicidade

Estado de Minas ENEM

Enem 2021: resultados sairão em 11 de fevereiro, diz presidente do Inep

Em entrevista coletiva, Danilo Dupas afirmou nesta segunda-feira (29/11) que o banco de questões está sendo recomposto


29/11/2021 17:33 - atualizado 29/11/2021 18:30

Coletiva Enem 2021
Ministro da Educação, Milton Ribeiro, e o presidente do Inep, Danilo Dupas (foto: Luis Fortes/MEC)
Em entrevista coletiva cedida nesta segunda-feira (29/11) o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, afirmou que o resultado do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) será divulgado em 11 de fevereiro. Além disso, ressaltou que os pedidos de reaplicação já estão disponíveis na página do participante e vão até o dia 3 de dezembro.

Sobre a adesão ao segundo dia de provas, o presidente expôs que foram registrados 70,1% de presentes. “Mesmo em pandemia, tivemos a manutenção da série histórica”, completou. Quando questionado por jornalistas sobre a informação vazada por servidores do Inep de que o banco de questões para as próximas provas havia se esgotado, Danilo assegurou que o mesmo está sendo renovado e que “não haverá problemas em relação a isso nos próximos anos”.

Para o ministro da Educação, Milton Ribeiro, “a educação brasileira venceu”. De acordo com ele, a crença de que houve interferência nas provas foi tão grande que quatro grupos diferentes de parlamentares, sobretudo da oposição, “tentaram, a todo custo, esses sim, frustrar o sonho de milhões de alunos e estudantes que se preparam durante toda a pandemia para poder ascender ao ensino superior”, afirmou.  “Tentaram a todo custo barrar a realização do Enem, mas a nossa justiça se mostrou inflexível contra os interesses mesquinhos e politiqueiros, e, por isso, vencemos as 4 ações”, assegurou
 

Citação bíblica


O ministro voltou a citar uma frase bíblica utilizada por ele na Comissão da Educação: “Basta ao dia seu próprio mal (Mateus 6.34)”. “Usei isso quando vários parlamentares perguntaram sobre uma possível interferência e eu disse que precisaríamos primeiro esperar o resultado das provas e analisar as questões. A cara do nosso governo é sem nenhuma tolerância com a coisa errada”, falou. 
 
Sobre a interferência, ele finalizou dizendo que “a realização do Enem já foi a resposta”. “Quando os educadores e especialistas da educação tiveram acesso ao conteúdo dos itens, eles verificaram que (os itens) seguiam o mesmo padrão do Enem de anos passados. Eu jamais me permitiria ser usado ou manipulado para algo que fosse fora do que a lei estabelece”, disse. 
 

Levantamento 

Com pouco mais de 3 milhões de inscritos, o Enem 2021 foi considerado um dos menores da história. No entanto, a logística de transporte e proteção das provas continuam demandando um grande esforço e esta edição bateu recordes na organização. 
 
De acordo com o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, no segunda etapa as provas foram transportadas das unidades de armazenamento para os locais de aplicação em 2h41, em todo o território brasileiro. 

Ao todo, os Correios, junto ao exercíto brasileiro, foi responsável pela distribuição de 58 mil malotes em 1747 municípios e 10.600 locais de entrega. Para isso, 41 voos e 130 carretas foram fretadas. 

Quanto à Polícia Federa, o delegado Cleo Mazzoti apontou um número reduzido de ocorrências registradas. "Tivemos o cumprimento de 31 mandados de prisão, 27 no primeiro final de semana e 4 em outro", disse. 

Os candidatos devem concorrer a 708 mil vagas no ensino superior público. Somados ao Prouni e Fies, o número de vagas chega a 1,2 milhões. 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade