Publicidade

Estado de Minas

MEC anuncia concurso de TCCs com prêmios em dinheiro

Estudantes e egressos de faculdades reconhecidas pelo MEC podem participar


26/05/2021 11:32

MEC anuncia concurso de TCCs com prêmios em dinheiro(foto: Educa Mais Brasil)
MEC anuncia concurso de TCCs com prêmios em dinheiro (foto: Educa Mais Brasil)

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, nesta semana, o concurso de monografias voltado para estudantes e egressos de cursos de graduação reconhecidos pelo Órgão. De acordo com a portaria interministerial MEC/MD de Monografias sobre Defesa Nacional - Prêmio Santos Dumont 2021, o objetivo é identificar, dar visibilidade e valorizar os trabalhos de conclusão de curso que tenham relação com Defesa Nacional.


A previsão é para que o concurso seja realizado bienalmente, premiando candidatos oriundos de instituições públicas e privadas. Os seis melhores trabalhos de conclusão de curso (TCC) receberão premiação em dinheiro. Conforme o MEC, os prêmios serão de R$7 mil para o 1º lugar; R$6 mil para 2º lugar; R$5 mil para 3º lugar; R$4 mil para 4º lugar; R$3 mil para 5º lugar e R$2 mil para o 6º lugar.


A cada edição do concurso, o Ministério da Defesa e o Ministério da Educação publicarão edital conjunto de abertura de inscrições, contendo as informações necessárias à realização do certame.

A ideia, segundo o MEC, é estimular estudantes a desenvolverem trabalhos de conclusão de cursos relacionados à defesa nacional, que possam vir a contribuir para a ampliação da produção científica e consolidar o pensamento nacional sobre essa área.


"Nós estamos tentando, sobretudo, trazer para a educação, com esse concurso, a ideia de defesa muito próxima à ideia de patriotismo. Não é a defesa como segurança, é como patriotismo. É a gente pensar sobre soberania nacional", afirmou o Ministro de Estado da Educação, Milton Ribeiro, durante o anúncio.


O concurso está previsto para alcançar todas as regiões do país. "Nós temos que olhar com respeito e carinho para as instituições privadas, porque elas são parceiras", reforçou o Ministro.

A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) e a Secretaria de Educação Superior (Sesu), pertencentes ao MEC, foram responsáveis pela elaboração do edital e pela consolidação do acordo.


Além disso, cada uma dessas secretarias ficou responsável por exercer as seguintes funções: a Seres ficou responsável por apoiar a divulgação do Prêmio; a Sesu será responsável pelos pagamentos de diárias, passagens e pró-labore para os membros da comissão de avaliação. A Secretaria também disponibilizou a infraestrutura para as inscrições, que serão realizadas via ABEPRO e UNIFEI; já a Setec ficou responsável por acompanhar o processo de avaliação e, em conjunto com a Seres, auxiliar na divulgação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade