Publicidade

Estado de Minas

Notas do Saeb poderão ser usadas para estudantes ingressarem em universidades

Pontuação integrará o Enem seriado a partir de 2021 como opção ao Enem tradicional


postado em 07/05/2020 16:06

Notas do Saeb poderão ser usadas para estudantes ingressarem em universidades(foto: Educa Mais Brasil)
Notas do Saeb poderão ser usadas para estudantes ingressarem em universidades (foto: Educa Mais Brasil)

Por meio de uma portaria assinada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e publicada na edição desta quarta-feira (6), do Diário Oficial da União (DOU), o Ministério da Educação (MEC) anunciou o novo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) que passará a ser aplicada para mais séries da educação básica e mais uma possibilidade para o aluno ingressar no ensino superior. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é responsável pela aplicação da avaliação. 


Atualmente, o Saeb limita-se a estudantes de 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio. A partir da vigência do novo modelo, as provas serão em papel para os 2º, 3º e 4º anos do ensino fundamental e eletrônicas do 5º ano em diante.



Segundo o Inep, o exame feito pelo computador permitirá ter estimativas mais precisas da proficiência dos alunos, assim como redução no tempo da coleta de dados e da divulgação dos resultados.



Com o novo Saeb, estudantes terão mais uma possibilidade para ingressar no ensino superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (

ENEM

) seriado. Provas aplicadas a alunos do ensino médio formarão uma nota a partir da pontuação adquirida em cada série desta etapa de ensino, que poderá ser utilizada para ingresso na universidade. Segundo o Inep, os estudantes que fizerem a prova da 1ª série do ensino médio em 2021 já estarão concorrendo a vagas nas universidades para quando concluírem o ensino médio, em 2023.



"Essa medida será adotada a partir do segundo semestre de 2021 para alunos do primeiro ano do ensino médio e a implementação total será gradativa nos próximos anos", anunciou o ministro da Educação, Abraham Weintraub.



Contudo, o Enem tradicional vai continuar sendo aplicado, uma vez que o objetivo do Enem seriado é ser apenas mais uma porta de entrada ao ensino superior.



"Essa é a novidade. Além do Enem tradicional, que vai continuar existindo, nós vamos oferecer também o seriado que é justamente aplicação da prova do Saeb no primeiro ano, segundo ano e no terceiro ano. E, com esse conjunto de provas, o aluno pode acessar diretamente a faculdade sem precisar fazer o Enem tradicional", explica o presidente do Inep, Alexandre Lopes.



O novo Saeb será feito em colaboração com os estados e municípios, por meio de acordos a serem firmados. O programa contará, também, com trabalho de professores que irão atuar na construção do novo formato de avaliação. "Os professores que irão trabalhar junto às nossas equipes técnicas dentro do Inep serão multiplicadores desses conhecimentos nas suas redes. Por isso, é extremamente importante envolvê-los, pois esses professores estão na ponta do processo de avaliação nacional", destaca Lopes.



Conforme o Inep, professores irão cooperar com o trabalho em todo o processo de preparação da avaliação. Para isso, serão capacitados para a elaboração de itens de provas, com vistas às especificidades da logística de aplicação do exame em larga escala, e atuarão, em seguida, como multiplicadores dos conhecimentos adquiridos.



*Com informações do Inep


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade