Publicidade

Estado de Minas ESPECIAL EDUCAÇÃO

Trajetória e experiência


postado em 09/02/2020 04:00

Para dar conta dessa pluralidade e de um ambiente instável, de constantes mudanças, as soft skills são imprescindíveis para a formação integral dos nossos alunos Elaine Andrade, coordenadora de pós-graduação da UNA(foto: Gustavo Yallen/Divulgação)
Para dar conta dessa pluralidade e de um ambiente instável, de constantes mudanças, as soft skills são imprescindíveis para a formação integral dos nossos alunos Elaine Andrade, coordenadora de pós-graduação da UNA (foto: Gustavo Yallen/Divulgação)


A formação docente é um dos principais pilares da Una. Nesse sentido, a competência técnica, um dos eixos dessa formação, contempla amplo domínio da área de conhecimento de sua atuação, relacionando-o à realidade prática do aluno. Assim, destaca Elaine Andrade dos Santos, coordenadora de pós-graduação do centro universitário, além de domínio técnico do conteúdo, é fundamental que o professor se mantenha atualizado em seu campo de atuação.
 
 “Considerando que esse professor tem uma trajetória e experiência significativas, é uma premissa da formação aprimorar o conhecimento em processos de ensino-aprendizagem e os processos próprios da docência, a fim de compatibilizar o conhecimento técnico do professor com a melhor estratégia de sala de aula, uma vez que só o saber não implica, necessariamente, ensinar.”
 
Elaine Andrade dos Santos reforça que a instituição entende, ainda, que todos os aspectos que dizem respeito à profissão docente devem ser contemplados, como apreender os procedimentos, as estratégias utilizadas na seleção e identificação de conteúdo e as usadas para apresentar o conteúdo para que o mesmo se torne aprendizado. “Isso demanda conhecimento e executar um planejamento reverso das aulas, bem como conhecimento de técnicas de como avaliar o aprendizado e o progresso do aluno, que assegurem o aprendizado, mas também a aquisição de competências da área de formação. A Una tem um forte foco na inovação e isso se traduz em sala de aula. Um dos aspectos dessa inovação é o uso da tecnologia como mais um facilitador do processo amplo de aprendizagem.”
 
Além do técnico, os professores da Una são avaliados e oferecem outras expertises do conhecimento: “A formação representa um conjunto de fatores, consistindo em um processo integral e integrado. Sendo assim, dentro dessa concepção formativa contínua, os valores institucionais são reforçados, assim como a cultura organizacional”. Para Elaine Andrade, nos dias atuais, e também daqui pra frente, convivemos com as incertezas e conhecimento volátil, ambíguo e complexo. “Por isso, só as competências técnicas não são suficientes. Para dar conta dessa pluralidade e de um ambiente instável, de constantes mudanças, as soft skills são imprescindíveis para a formação integral dos nossos alunos, possibilitando-lhes uma atuação diferenciada no mercado de trabalho.”
 
Kaori Ishihara Tamekuni, professora de estratégias de marketing e estudos da imagem, é apontada por Elaine Andrade como um exemplo de mestre conectada, superaderente às novas tecnologias e metodologias ativas. “Ela busca trazer o que o aluno se interessa para promover um aprendizado leve, de conteúdo e que seja mais acessível. É empática às necessidades dos alunos, assumindo uma escuta ativa e cuidadosa. Tecnicamente, é criteriosa na seleção e organização dos conteúdos, bem como na adequação das estratégias de aprendizagem e métodos de avaliação, igualmente inovadores, à sua proposta de condução da sala de aula.”

FAZER A DIFERENÇA “O UniBH se orgulha em ter um grupo de professores que tem como objetivo formar bons cidadãos, aptos a fazer a diferença no mundo a partir da preocupação com o outro. São mentores, auxiliando no acompanhamento da carreira dos alunos, fomentando espaços inovadores de ensino e aprendizagem, certamente o grande tesouro da nossa instituição”, exalta Cinthia Rocha, diretora do  UniBH. Ela destaca que a escola preza pela qualidade acadêmica do corpo docente, tendo como ponto de partida para os professores a participação em programas de capacitação.
 
A diretora conta que o UniBH tem como uma de suas principais missões formar cidadãos a partir de valores humanistas, que podem ser vistos por meio da diversidade, pensamento crítico, empatia, representatividade e acessibilidade. “Esses valores se encontram em diversos pontos de formação e desenvolvimento dos professores.” Cinthia Rocha enfatiza que as soft skills são parte integrante da formação profissional. “Temos uma disciplina comum a quase todos os cursos, que é o Laboratório de Aprendizagem Integrada, que trabalha comunicação, pensamento crítico, diversidade, resolução de problemas, criatividade e colaboração. O UniBH acredita que essas são bases para o mundo das relações profissionais e interpessoais, que integram a cartilha profissional para o século 21.”


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade