Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas

Vila Chalezinho oferece vista para as estrelas e fondues especiais

Restaurante mantém o clima romântico do antigo Era Uma Vez Um Chalezinho, que funcionava na Savassi. Com telhado de vidro e cercada de montanhas, a casa reabriu no Vila da Serra


postado em 15/11/2019 04:00

Antônio Augusto e Tatiana Marcellini comandam a casa(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Antônio Augusto e Tatiana Marcellini comandam a casa (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Fundado em 1979, o restaurante Era Uma Vez Um Chalezinho marcou a vida social da Savassi e também de várias gerações de mineiros. De volta à cena, a casa agora se chama Vila Chalezinho e está instalada no Vila da Serra. Sob o comando de Antônio Augusto Marcellini e de sua filha Tatiana, pode receber até 140 pessoas. A música ao vivo é um dos atrativos – quatro pianistas se revezam durante a semana.

A fondue sempre foi a estrela por lá. E continua assim. Marcellini, que se refere ao prato no feminino, conta que as mais pedidas são as de camarão – com seis molhos (curry, moqueca, limão, tártaro, doce e rosê) e salada tropical (mix de folhas, manga, morango, kani e croutons) – e caprese, com queijos ementhal, gruyère e estepe, tomates frescos e manjericão, além de pães e torradas. Ambas custam R$ 134. Há também a opção de verão.

A fondue original, à moda dos Alpes suíços, tem queijo ementhal, gruyère e kirsch. Há também as versões doces – com doce de leite, Lindt classic e Lausanne ao leite ou meio amargo.

Entre as dicas de sobremesa, Marcellini sugere a verrine de doce de leite (R$ 25). Servida na taça, ela tem farofa crocante de canela, morangos frescos e chantili.

Fondue de verão(foto: Tati Marcellini/divulgação)
Fondue de verão (foto: Tati Marcellini/divulgação)

TRADIÇÃO

Os nostálgicos vão adorar. Pratos antigos do Era Uma Vez um Chalezinho continuam no cardápio. O steak au poivre (R$ 58), steak especial de filé e molho de pimentas-verdes, é servido com batata sauté. Flambado, o steak à Diana clássico (R$ 80) chega à mesa com molho de mostarda Dijon, molho inglês e cogumelo-de-paris, acompanhado de arroz sujo.

Um clássico é o boeuf bourguignon (R$ 79). Cozida lentamente no vinho, a carne vem com cogumelos, cebolas, cenoura, bacon e mousseline de batatas. Outra pedida é o ravióli de gorgonzola com pera (R$ 53).

O cardápio lista também camarões ao falso espaguete 
(R$ 79), com pupunha, abobrinha e cenoura. Quem preferir peixe pode pedir a truta tradicional (R$ 65). Grelhada na manteiga clarificada, ela vem com amêndoas tostadas e purê de batatas.

Antônio Augusto Marcellini explica que o projeto arquitetônico do novo restaurante é uma releitura dos tradicionais chalés. O telhado oferece vista para o céu. “Ele é uma espécie de moldura para as montanhas da região”, conta o proprietário, revelando que a ideia dessa cobertura de vidro veio de um sonho dele.

Aliás, a reabertura do Chalezinho é um sonho antigo. “A ideia é que as pessoas deixem a correria de lado e venham aqui celebrar a vida”, convida Marcellini.

VILA CHALEZINHO
Alameda Oscar Niemeyer, 132, Vila da Serra (anexo ao Edifício Concórdia). Abre diariamente, a partir das 19h. Informações: (31) 3097-2019.
 


Publicidade