Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Novidades no Centro

Mercado da Avenida Olegário Maciel ganha novos clientes, atraídos pelo projeto de revitalização que respeita a identidade local


postado em 18/01/2019 05:04

Mercado Novo virou point da noite em BH(foto: Fotos: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Mercado Novo virou point da noite em BH (foto: Fotos: Marcos Vieira/EM/D.A Press)


O Mercado Novo, inaugurado em 1960, sempre esteve um pouco parado no tempo. No entanto, 2019 promete ser o ano de revitalização do local, na Avenida Olegário Maciel, no Centro, graças ao processo que passa pelo respeito às antigas características, mas com novidades para o público. Inauguradas em 2018, a Distribuidora Goitacazes e a Cozinha Tupis puxam a fila dos empreendimentos que compartilham os conceitos de sustentabilidade e fortalecimento de produtos mineiros.


No embalo do sucesso do bar Juramento 202 – Cervejaria Viela, na Pompeia, Rafael Quick, um dos responsáveis pelo negócio, abriu a Distribuidora Goitacazes com proposta parecida: oferecer cervejas artesanais a preços mais populares. Em vez de chope, como no outro bar, elas são vendidas em garrafas de 500ml, a R$ 13. A carta do dia costuma reunir até seis variedades.

Não há mesas, reservas ou garçons. O cliente compra as fichas no caixa, faz o pedido no balcão e se acomoda em bancos e pallets nos corredores. “O universo da cerveja artesanal costuma ser muito sofisticado. Na Viela, procuramos seguir a nossa cultura de boteco – e não a cultura americana, belga ou alemã. Tínhamos a ideia de engarrafar e montar uma distribuidora, aí pensamos no Mercado Novo”, explica Rafael Quick.

De acordo com ele, a proposta era “gerar impacto positivo” no local, onde funcionam dezenas de gráficas no primeiro andar, além de lojas de alimentos, lanchonetes e restaurantes, como a tradicional cozinha do Zé Luís, no térreo.

“O Mercado Novo tem uma história legal, com muitas coisas acontecendo, mas as pessoas nem percebem. Havia certo abandono, é um lugar muito vulnerável, já houve proposta de fazer dali camelódromo e shopping. A maioria dos projetos ignorou as pessoas que estavam ali. Por isso, pensamos em ir para lá sem sermos ‘elefante branco’. Nossa inspiração é o próprio mercado, com suas características originais”, argumenta Quick.

RESPEITO
O grupo criou uma espécie de conselho, em diálogo com a administração do espaço, para orientar o movimento Velho Mercado Novo. O objetivo é abrir negócios no segundo andar, respeitando a unidade conceitual e atividades já existentes. Ao lado da Distribuidora Goitacazes fica a Cozinha Tupis, que adquire seus ingredientes nos hortifrutis, mercearias e açougues do térreo. O cardápio muda diariamente, com opções entre petisco simples e individual (R$ 9) à refeição completa com a carne do dia (R$ 45). Os pedidos, feitos no balcão, são consumidos ali mesmo. O formato é semelhante ao dos restaurantes do térreo, mas sob leitura gastronômica mais sofisticada do chef Henrique Gilberto.

Recém-inaugurada, a Charcutaria Tapera vende embutidos, carne de lata e defumados artesanais feitos em Minas, informa o proprietário Henrique Milloes. Quem degusta a cerveja da Distribuidora Goitacazes pode adquirir a tábua de carnes (de R$ 35 a R$ 65) ou sanduíches de pastrami (R$ 18), lombo, linguiça ou queijo (R$ 15).

QUITUTES A Copa Cozinha tem doces, bolos, quitandas e pães, servidos a manhã inteira. À moda interiorana, a casa é tocada por três amigas. “Queremos oferecer aquilo de que sentíamos falta quando viemos para BH”, explica Maíra Sette, natural de Resende Costa, uma das proprietárias. O café da manhã completo e ilimitado (R$ 40) é servido na mesa para 12 pessoas. Também há versões porcionadas (R$ 20 e R$ 30), em bandejas. Durante a tarde, o espaço funciona como loja de doces artesanais, feitos por uma das sócias. Os ingredientes são adquiridos no térreo.

Em breve, o espaço ganhará destilaria e cachaçaria. Compartilhando a mesma identidade visual, com placas produzidas em gráficas do mercado, as lojas têm em comum a especificidade do serviço. “A ideia é complementar o que já existia, em vez da lógica de concorrência. O Mercado Novo tem essa característica, até nas gráficas. Então, pensamos nisso: uma loja só de cerveja, outra só de petiscos, outra só de doces, para todos prosperarem juntos, incluindo quem já estava aqui antes”, explica Rafael Quick. Outra novidade é a loja e laboratório de fotografia analógica Super Câmera, que, em breve, vai ganhar a companhia de uma barbearia e uma marcenaria.

SHOWS Além do projeto de resgate do “velho” Mercado Novo, o espaço conta com a iniciativa de outro grupo, no andar superior. Batizada O Mercado, realiza shows e festas. Nesta sexta-feira, o evento We Are Carnaval reunirá banda Walking Samba e o bloco de carnaval Funk You. No sábado, a Bartucada de Diamantina dividirá a noite com o bloco Chama o Síndico. No domingo, a partir das 17h, a atração será o ensaio aberto do Monobloco.

VELHO MERCADO NOVO
Avenida Olegário Maciel, 742, 2º andar, Centro

• Cozinha Tupis
Quinta e sexta, das 18h à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 18h
• Distribuidora Goytacazes
Quinta e sexta, das 18h à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 18h
• Charcutaria Tapera
Quinta e sexta, das 18h à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo das 12h às 18h
• Copa Cozinha
Sábado e domingo, das 9h às 13h (café da manhã) e das 13h às 18h (loja de doces)
• Super Câmera
Terça a sexta, das 11h às 20h; sábado, das 13h às 21h; domingo, das 13h às 18h

FESTAS
O Mercado. Avenida Olegário Maciel, 742, 3º andar, Centro

• We Are Carnaval

Com Walking Samba e Funk You. Sexta (18), às 22h. R$ 15, R$ 20 e R$ 50, à venda no site Sympla

• Bartucada e Chama O Síndico
Sábado (19), às 22h. R$ 20, R$ 25 e R$ 50, à venda no site Sympla

• Monobloco

Abertura: Aldair Groovy e o Baile da Teresa. Domingo (20), às 17h. R$ 20, à venda no site Sympla


Publicidade