Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Cremosidade e sabor raros


postado em 23/06/2019 04:06

Ele recebe vestes de nobreza quando misturado ao café e está presente em muitas receitas associadas à bebida. Para cafezeiro que se preze, não dá para dispensar um bom leite, para poder desfrutar de macchiatos e mochas até os clássicos pingados e cappuccinos.


Quando um barista vaporiza o leite, cria uma espuma ao introduzir nele pequenas bolhas de ar, conferindo uma textura aveludada, cremosa e brilhante, sem no entanto deixá-lo com bolhas na superfície. Profissionais mais experientes criam desenhos ao despejar o leite vaporizado no café expresso, técnica conhecida como latte art.


Os quatro arranjos de espresso e leite mais pedidos são cappuccino, machiatto, Lattè e o Flat white, ficando a diferença entre eles por conta das proporções: o machiatto nada mais é do que um pouco da espuma de leite vaporizado adicionada à crema do espresso; o cappuccino é a combinação mais clássica e recebe a mesma proporção de leite, espresso e espuma de leite. O lattè leva mais leite, enquanto o flat white leva maior volume de espuma e um espresso mais intenso, dando um corpo mais cremoso para a bebida.


A principal diferença entre leites integrais, semidesnatados ou desnatados é a quantidade de gorduras e essa característica pode fazer diferença na xícara. Mas não se surpreenda se lhe oferecerem, em uma cafeteria ou casa especializada, uma bebida com leites de castanhas ou coco vaporizados: respeitadas as técnicas corretas na fabricação, com essas versões é possível se obter um resultado incrível de cremosidade e sabor


Quente ou frio, mais ou menos espesso, essa é uma mescla que dá certo. Da política do café com leite, acordo político-econômico que marcou a história brasileira, até as lembranças afetivas de minha avó, que não começava o dia sem um bom copo, tenho a certeza de que essa combinação não corre o risco de sair de moda.


Publicidade