Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

No verão, tudo é questão de hábito


postado em 16/12/2018 05:07

 Estes dias de verão são conhecidos pelas suas altas temperaturas. Para ajudar a refrescar, as bebidas são muito procuradas nessa época. Engana-se quem acredita que a “queridinha” cerveja gelada é a única bebida que refresca os dias ensolarados da população. O vinho também está presente no nosso dia a dia, indiferente da época do ano. É importante aumentar seus conhecimentos e descobrir como os vinhos brancos, que podem ser espumantes ou champanhes, e os rosés são ótimas pedidas para refrescar os dias quentes do verão. De uma forma geral, os brancos são mais frescos, densos e equilibrados, com persistência longa e sabor pronunciado. Os rosés são os que se encaixam em nossas mesas e em nosso clima e podem ser consumidos durante o dia, acompanhados de frutos do mar e pratos de pouca estrutura, ou simplesmente para alegrar uma boa conversa.


Tomar vinho rosé ou branco nos dias quentes não é regra e é cada dia mais comum os tintos e leves combinarem com as altas temperaturas. O vinho rosé encanta com sua cor marcante e delicada. Com o calor, o ideal é tomar vinhos mais frescos. Eles devem ser servidos em temperaturas de 6 a 10 graus. Mesmo em dias quentes, a bebida deve ser servida em temperatura adequada, pois, se gelar muito, pode comprometer seu aroma.


Vinhos brancos podem ser produzidos com uvas dos mais diferentes estilos, e até com uvas tintas. Esta segunda opção ocorre de forma corriqueira quando existe elaboração de espumantes e champanhes. Já os chamados rosés obtêm a cor devido ao curto contato com a casca da fruta ou, em casos especiais, devido à mistura de vinho branco e tinto, uma opção menos usual. O clima é um fator importante para a qualidade do vinho. Os brancos normalmente chegam de regiões mais frias. A diversidade dos rosés, brancos e espumantes é importante para o aumento do mercado desses rótulos no Brasil. Existem sabores pra diversos gostos, como secos, meio secos, um pouco doces ou até mesmo dulcíssimos.
Saúde e até a próxima!


Publicidade