UAI
Publicidade

Estado de Minas LUTO

Amante das artes, Gilberto Chateaubriand morre aos 97 anos

Ele morreu nesta quinta-feira (14/7) de causas naturais, em sua fazenda, em São Paulo


14/07/2022 17:31 - atualizado 14/07/2022 20:59

Gilberto Chateaubriand
Gilberto Chateaubriand possuía um acervo de 8 mil obras de arte (foto: Arquivos Pessoais)
Morreu nesta quinta-feira (14/7) Gilberto Chateaubriand, aos 97 anos. Ele era filho do jornalista Assis Chateaubriand, fundadoor dos Diários Associados, e um dos maiores colecionadores de arte do país.

De acordo com familiares, ele morreu de causas naturais, enquanto dormia. Gilberto estava em sua fazenda Rio Corrente, em Porto Ferreira (SP), a 227 km de São Paulo. 
 
Chateaubriand nasceu em Paris, em 1925. Além de fundador do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), em São Paulo. Conhecido como Chatô, ele foi um dos mais poderosos magnatas de mídia do Brasil entre as décadas de 1940 e 1960.

Ele será enterrado no cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro. Ainda não há confirmação de data e horário.
 

Colecionador de arte 

Vale ressaltar que Gilberto Chateaubriand era dono da maior coleção de arte do país, com aproximadamente 8 mil obras. Parte desse acervo integra hoje a coleção do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), do qual Chateaubriand era um dos mecenas.
 
Em seu coleção, ele reunia tanto os nomes mais importantes da arte brasileira, como Alberto da Veiga Guignard, Anita Malfati e Iberê Camargo, como artistas mais jovens. O acervo abrange hoje mais de cinco décadas de arte brasileira. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade