UAI
Publicidade

Estado de Minas DANÇA

Ballet Jovem Minas Gerais faz "O patinho feio" se descobrir bonito dançando

Adaptação do conto infantil tem direção de Fernanda Vianna e terá apresentação neste sábado (2/7), no Teatro Raul Belém Machado


01/07/2022 04:00 - atualizado 30/06/2022 22:58

Bailarinos do Ballet Jovem Minas Gerais constroem com seus corpos túnel que encobre o patinho feio
Com atuais 26 bailarinos, o grupo se apresenta hoje e amanhã no Teatro Raul Belém Machado (foto: Santanas Fotografia/Divulgação)
 
A clássica história do patinho feio foi adaptada para a forma de um espetáculo de dança, sem falas, interpretado pelos alunos do Grupo Ballet Jovem Minas Gerais (BJMG). As apresentações ocorrem nesta sexta-feira (1/7) – totalmente voltada para instituições que trabalham com crianças e adolescentes com deficiência e escolas públicas inclusivas – e no sábado (2/7) – para público aberto –, em dois horários por dia.

A atriz e bailarina Fernanda Vianna, integrante do Grupo Galpão desde 1995, assina a direção e a idealização da peça, baseada no conto de fadas homônimo do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, publicado em 1843. “Eu sempre quis dirigir um espetáculo infantil com dança e que não usasse palavras”, diz Fernanda.

O desejo da diretora e do grupo de dança é contar a conhecida história do cisne que nasce por engano em uma família de patos e parte em uma jornada de descoberta para toda a família. 

Andréa Maia, diretora geral e artística do grupo, comenta que tinha o desejo “há muitos anos, de fazer uma peça infantil que não fosse restrita às crianças, mas para todos os tipos de público”.

Além da estreia de Fernanda Vianna na direção de um espetáculo voltado para crianças, esta também é a primeira montagem infantil do Ballet Jovem Minas Gerais. Fernanda e a companhia de dança começaram a discutir sobre a peça e a produzi-la antes do início da pandemia. 

Afeto 

“Resgatei a ideia do patinho feio por se tratar basicamente de uma história de bullying. Ele nasce em uma família na qual não se sente adequado e começa uma jornada solitária para se encontrar através do afeto”, afirma Fernanda.

O processo de adaptação contou com traduções e modernizações de aspectos da obra original. “Conversando com os bailarinos sobre o espetáculo e sobre as experiências de bullying de cada um, eles me perguntaram: ‘Por que o patinho precisa virar um cisne no final da história? Por que ele não pode ser apenas ele mesmo?’”, conta a diretora.

Em sua versão, Fernanda e o BJMG trazem um patinho feio que é finalmente aceito por suas qualidades interiores e por identificação pessoal. “Ele caminha desde sua família, passando por comunidades de sapos e ratos, no ambiente urbano, até encontrar uma turma que o acolhe”, afirma a diretora. Atualizações também podem ser vistas na trilha sonora, que une temas de balé clássico, como “O lago dos cisnes”, com rap e funk.

“A Fernanda faz uma leitura do famoso patinho feito que mostra que o diferente não significa feiúra. O diferente é apenas diferente e, muitas vezes, pode ser bonito”, aponta Andrea Maia, que também elogia o modo como a diretora do espetáculo trabalha com os alunos, por meio de laboratórios e incentivo à expressão pessoal.

Fernanda destaca a interpretação de Rudson Rocha, que dá vida ao personagem principal. “O Rud tem uma veia cômica muito forte. Passamos por momentos muito tristes e fortes, mas ele tem um olhar ingênuo e positivo de quem sempre segue em frente”, afirma.

O BJMG conta atualmente com 26 bailarinos. Todos estarão em cena nas apresentações deste final de semana. “O objetivo do Ballet Jovem é profissionalizar os alunos e mostrar para eles o que é ser um bom profissional, o que independe da escolha deles de seguirem ou não com a dança”, diz Andrea Maia.

“O PATINHO FEIO” 

Com Ballet Jovem Minas Gerais. Direção: Fernanda Vianna. Neste sábado (2/7), às 17h e às 19h, no Teatro Raul Belém Machado (Rua Leonil Prata s/n, Alípio de Melo). Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$2 (meia), à venda no site Disk Ingressos e na bilheteria do teatro (duas horas antes do espetáculo). Classificação: livre. Duração: 50 minutos. Mais informações: (31) 3277-4658.
 
*Estagiário sob a supervisão da editora Silvana Arantes




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade