UAI
Publicidade

Estado de Minas ARTES VISUAIS

Mostra de François Andes questiona a relação do homem com a natureza

Francês expõe trabalhos realizados após residência na Coreia do Sul, Vietnã, Camboja e Brasil. 'A travessia do desastre' fica em cartaz até 12 de novembro


20/10/2021 04:00 - atualizado 20/10/2021 07:59

Em preto e branco, obra de François Andes traz figuras humanas e de animais, além de plantas
Obra de François Andes exposta na Celma Albuquerque (foto: François Andes/divulgação)
A exposição “A travessia do desastre”, do artista francês François Andes, foi aberta nesta semana na Celma Albuquerque Galeria de Arte, com curadoria de Luiz Gustavo Carvalho. Os trabalhos remetem à evolução da relação do homem com a natureza e às fronteiras entre o mundo selvagem e a civilização.

A mostra é fruto de residências artísticas de Andes no Vietnã, Camboja, Coreia do Sul e Brasil, entre 2016 e 2020. Ele utilizou grafite, carvão e pigmentos coreanos em seu trabalho. Três intervenções, expostas na parede da galeria foram criadas exclusivamente para a mostra.

“A travessia do desastre” poderá ser conferida até 12 de novembro. A galeria fica na Rua Antônio Albuquerque, 885, Funcionários, e funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 13h. Informações: (31) 3227-6494.  

*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria















receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade